Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fabinho, ex-Corinthians e Cruzeiro, relata dificuldades no Japão

Atualmente no Yokohama Marinos, volante diz que supermercados e postos de gasolina estão vazios

Gazeta |

Por conta do forte terremoto que atingiu o Japão na última sexta-feira, a Federação Japonesa de Futebol anunciou o cancelamento das próximas três rodadas do seu campeonato nacional. Jogador do Yokohama Marinos, o volante Fabinho, ex-Corinthians e Cruzeiro, acredita que será complicado para o país retomar suas atividades esportivas devido à insegurança e a organização das cidades.

"A coisa aqui está cada dia pior. Chegamos agora a pouco do supermercado e não tem mais nada nas prateleiras, nem água, pão, ovo, absolutamente nada", lamentou o jogador. "Não tem mais gasolina, a cidade está sem abastecimento algum. Nem água tem mais no mercado. Os jogadores estão tendo que retirar água para as famílias no próprio clube, que aliás, está de parabéns pelo apoio que tem dado aos jogadores em um momento dificil como esse", elogiou.

Apesar das dificuldades após o terremoto, o maior já registrado na história do Japão, e do tsunami que atingiu a região nordeste do país, logo em seguida, o Yokohama mantém suas rotinas de treinamento, reiniciado logo no sábado, apenas um dia depois da tragédia.

"No dia seguinte, pela manhã, já treinamos normalmente. Nossa equipe foi uma das poucas a treinar já no sábado. O treinador reuniu o grupo, chorou, estava com uma cara muito abatida e afirmava que não sabia o que iria acontecer, por isso seria melhor não pararmos. O clima está muito pesado nas ruas, as pessoas estão em pânico com medo das réplicas", encerrou o volante.

Leia tudo sobre: Futebol MundialJapãoCorinthiansCruzeiroTerremoto

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG