Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-técnico do Grêmio, Mano aposta no Inter no Mundial

Time comandado pelo técnico Celso Roth espera pelo vencedor do confronto entre Mazembe, da República Democrática do Congo, e Pachuca, do México

Gazeta Esportiva |

No comando do Grêmio, Mano Menezes foi bicampeão gaúcho, conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2005 e ganhou projetação nacional. Atual técnico da seleção, ele vê o Internacional com boas chances de conquistar o Mundial de Clubes.

"O Inter se preparou bem a partir do momento em que deixou o Brasileiro e voltou as atenções ao Mundial. Agora, vai pegar a Internazionale em um momento não tão bom. Tem que tomar cuidado para não tropeçar em um Pachuca. Acho que tem grande chance, como tem sido com os brasileiros nesse tipo de disputa", afirmou.

A delegação colorada viajou com destino a Abu Dhabi nesta quarta-feira. O time comandado pelo técnico Celso Roth espera pelo vencedor do confronto entre Mazembe, da República Democrática do Congo, e Pachuca, do México, que se enfrentam na próxima sexta-feira.

O técnico Tite, atualmente no Corinthians, conquistou títulos no comando de Grêmio e Internacional. Antes de acertar seu retorno ao Parque São Jorge, ele treinou o Al-Wahda, time do país-sede, que estreou com vitória por 3 a 0 sobre o Hekari United, da Papua-Nova Guiné.

"O Al-Wahda tem um time de boa qualidade técnica. Vocês vão se surpreender. Seguramente, as duas Inter têm chances maior de fazer a final e a Inter de Milão está bem mais fraca do que na época do Mourinho. O Internacional tem mais chances agora do que tinha contra o Barcelona (venceu os espanhóis em 2006)", declarou.

Com o Flamengo, Zico conquistou o Mundial de 1981 ao vencer os ingleses do Liverpool. O ex-jogador também vê o Internacional com boas chances de conquistar o bicampeonato do torneio, mas aponta um erro na preparação dos gaúchos.

"O Inter tem todas as condições e chega numa situação melhor que a Internazionale, mas acho que foi ruim se desinteressar pelo Brasileiro. O time não devia largar o Brasileiro ainda com chances de título, a equipe caiu muito em relação ao que vinha fazendo", opinou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG