Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-seleção feminina se recupera do vício em crack e quer nova chance

Bebel, que também jogou no Santos, diz que passou cinco dias na rua, sem comer, por conta da droga

iG São Paulo |

Divulgação
Bebel faz exercícios na clínica para dependentes
Ex-jogadora do Santos e da seleção brasileira feminina de futebol, Stephane Gomes dos Santos, a Bebel, viu sua vida ruir aos 23 anos por causa do crack. A atleta, que foi campeã da Sul-Americana, em 2010, perdeu o controle do vício e chegou até a ser presa. Recuperando-se em um centro de desintoxicação para dependentes químicos, ela relata a amargura que passou por conta da droga e diz que espera voltar a jogar pela seleção.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É uma chance de ouro para recuperar a vida. De 2011 para cá, perdi o controle e a droga é que tomou conta da minha vida. Cheguei a passar cinco noites na rua, ficar sem comer e ser vítima de agressões e ameaças de morte por outros usuários", diz Bebel, que é usuária de crack desde os 16 anos. Ela foi presa em fevereiro deste ano por ajudar o namorado no furto de um carro, fato negado por ela: "Nunca cometi nenhum delito. Eu estava apenas acompanhando ele e não sabia que ele havia tentado furtar um carro".

Leia mais notícias sobre futebol no iG Esporte

Tentando recomeçar, Bebel foi convidada pela técnica Emily Lima para fazer testes e integrar temporariamente a equipe feminina do Juventus, tradicional equipe do bairro da Mooca, em São Paulo. A equipe ainda avalia se vai contratar a jogadora. Depois de arrumar um clube, o próximo passo é jogar bem para retornar à seleção feminina e disputar as Olimpíadas de Londres , em julho deste ano.

SELEÇÃO: Em meio à crise, Mano evoca 66 e pré-convoca 52 para as Olimpíadas

Divulgação
Bebel tenta recomeço no Juventus, da Mooca
“A Andréia Suntaque [atual goleira do Santos e da seleção brasileira] veio me contar que o técnico da Seleção, Jorge Barcellos, disse que eu posso ter uma nova chance, se não pisar mais na bola. A Andréia me disse: todas nós [do time] te amamos. Aqui, é o seu lugar!”, revela Bebel, que está se recuperando no Centro Terapêutico Araçoiaba para Dependentes Químicos, no km 124 da Rodovia Raposo Tavares, em Araçoiaba da Serra-SP.

Acompanhe as Olimpíadas de Londres 2012 no iG Esporte

"Estou absorvendo, ao máximo, tudo de bom que posso tirar desta situação. Todo o cuidado dos psicólogos, médicos, terapeutas e toda a infraestrutura do local, com campo de futebol, academia e piscina. Isso tudo sem falar na convivência com os outros residentes. Eu aprendo muito com eles e eles comigo", disse Bebel.

Leia tudo sobre: SantosFutebol Feminino

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG