Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Experiente, Inter avalia que o time teve a cara da Libertadores

Clube gaúcho valoriza o empate fora de casa e Roth diz: "Assim também se ganha na Copa Libertadores"

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Ninguém melhor do que o atual campeão da Libertadores para saber como se joga esta competição. O Internacional na condição de defensor da conquista de 2010 gostou da sua estreia. Embora tenha deixado o Emelec empatar o jogo aos 49 minutos do segundo tempo, no último lance da partida.

Empatar fora e vencer em casa, esta é a receita para o sucesso. Ano passado o Inter fez exatamente isto na fase de grupos. Despachou Cerro (Uruguai), Deportivo Quito e Emelec no Beira-Rio e trouxe um ponto em cada visita que fez aos adversários.

“A Libertadores é muito diferente do regional, o jogo é bem mais corrido. Estou muito satisfeito pelo rendimento técnico e tático. Jogamos em um nível muito alto para um time que está há menos de um mês trabalhando. Gostei muito da determinação dos jogadores, e assim também se ganha na Copa Libertadores”, avaliou Celso Roth.

AP
Bolatti e Índio comemoram o gol marcado pelo argentino, estreante da noite
O argumento é que o Inter é um dos times que tem menos tempo de preparação. Por causa da disputa do Mundial de clubes, em 2010, os jogadores só voltaram ao trabalho no dia 20 de janeiro. Sendo assim o elenco não atingiu sequer um mês de treinamentos.

“A equipe foi bem. Nosso grupo foi o último a voltar de férias. Imaginem a evolução natural que teremos daqui 2 ou 3 jogos. Precisamos da torcida na semana que vem”, projetou o presidente Giovanni Luigi.

Começar a Libertadores com vitória não é habitual no clube gaúcho. Em nove estreias o Inter só venceu uma: Contra o mesmo Emelec na edição 2010. O vice de futebol Roberto Siegmann preferiu buscar a comparação com o ano de 2006, quando o Inter empatou com o Maracaibo em 1 a 1 na Venezuela e terminou campeão naquele ano.

“Em 2006 também começamos com o empate. O resultado contra o Emelec foi injusto, mas a boa notícia é que o time jogou muito bem. O resultado não condiz com o volume de jogo do Inter”, disse.

O Inter buscará a primeira vitória na Libertadores na próxima quarta-feira. O adversário será o Jaguares do México no estádio Beira-Rio. Bolatti, que foi titular na noite de quarta-feira deve seguir no time. Tinga, com dores no tendão de Aquiles, será reavaliado no retorno a Porto Alegre. O jogador foi vetado pelo departamento médico na partida do Equador.

 

Leia tudo sobre: InternacionalCopa Libertadores 2011Emelec

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG