Com passagens por Flamengo, Vasco, Botafogo e Grêmio, ex-meia disse que já viu treinador cair por pressão de jogadores

Ex-jogador durante amistoso em 2011
Gazeta Press
Ex-jogador durante amistoso em 2011
O ex-jogador Beto afirmou em entrevista à TV Record que já ajudou a derrubar treinadores quando ainda atuava. Com passagens por Botafogo , Flamengo , Grêmio e Vasco , o ex-meia contou como fazia para forçar a saída de um técnico.

“Jogador derruba [técnico] e coloca quem quer. São 22 contra um, principalmente titulares. Eles vão à diretoria e dizem: 'Ele tem de sair'. ah! não vai sair. A gente começa a perder’”, disse Beto.

O meia-atacante surgiu no Botafogo como grande promessa na década de 90. Apesar da qualidade técnica, acabou marcado pela fama de baladeiro. Beto assume que gosta de sair à noite, mas diz que outros jogadores saiam mais do que ele e não eram tão criticados.

Ele defendeu o corintiano Adriano, que vem sendo criticado pela torcida do clube pelos problemas em que se envolve fora do campo. “Se ele espirrar aqui já é manchete, mas ele faz por onde também. Isso acaba prejudicando-o. E é triste a gente ver essa situação, pois é um cara que gosto muito”, afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.