Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-ídolo paraguaio, Cabañas sofre com problemas financeiros

Sem clube nem direito a seguro, atacante baleado na cabeça faz fisioterapia em seu país natal e sofre com dívidas

Gazeta Esportiva |

Um dos maiores ídolos da seleção paraguaia de futebol nas últimas temporadas, o atacante Salvador Cabañas vem sofrendo com a sua recuperação após o atentado sofrido em janeiro passado, quando levou um tiro na cabeça. Sem condição de voltar aos campos, o ex-atleta passa também por privações financeiras e problemas com o empresário.

De acordo com o diário espanhol "As", o paraguaio, que atuava no América-MEX, ainda tem a bala alojada na cabeça e faz fisioterapia todos os dias em uma das melhores clínicas de Assunção, capital de seu país, para tentar recuperar os movimentos do corpo, em quatro horas diárias de tratamento.

Além disso, a situação financeira de Cabañas está a perigo. A esposa do ex-atleta revelou durante a semana as dificuldades que o casal tem passado. "Só nos resta dinheiro para comer por um mês. Vendemos nossos carros por 90 mil dólares (cerca de R$ 155 mil), e é tudo o que nos resta", revelou.

De acordo com a publicação espanhola, nem mesmo o pai do jogador, Dionísio Cabañas, sabia da difícil situação do filho, mas também não poderia ajudar, por viver na linha da pobreza em um distrito a 50km da capital paraguaia Assunção. Além disso, o ex-empresário do atleta teria se apropriado de grande parte do dinheiro recebido pelo atleta.

Cabañas ainda não teria direito ao seguro por invalidez pelo horário em que o crime aconteceu, às cinco da manhã locais, não cobertos pela Associação Mexicana de Futebol Profissional.

Em meio a tantos problemas, Salvador foi homenageado pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) pelas artilharias máximas das temporadas 2007 e 2008 da Copa Libertadores. O ex-atleta não proferiu nenhuma palavra e, segundo o próprio pai, tinha o olhar perdido. A esposa do atleta agradeceu o apoio recebido nas últimas semanas.

Leia tudo sobre: futebol internacionalparaguai

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG