Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-diretor da seleção critica “maratona” do Brasil na Copa

Demitido após último Mundial, Américo Faria diz que CBF poderia ter pleiteado viajar menos e atuar no Maracanã

Danilo Lavieri e Paulo Passos, iG São Paulo |

Ex-diretor de seleções da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Américo Faria diz ter ficado surpreso com o calendário do Brasil na Copa do Mundo de 2014 . Jogando em casa, a seleção atuará em São Paulo, Fortaleza e Brasília na primeira fase. O time só jogará no Maracanã se chegar à final do torneio.

“Foi surpresa para mim a tabela. E sobretudo por só jogar no Maracanã numa possível final. Acho que um dos jogos da seleção na primeira fase poderia ter sido no Maracanã”, afirma o Faria, que foi demitido da CBF em julho de 2010. Nesta terça-feira, ele esteve em São Paulo, onde participou de um evento sobre futebol organizado pela Soccerex.

“A definição dos locais dos jogos é uma questão da Fifa, mas o país sede pode apresentar alguns pedidos. Na minha opinião, não foi o melhor para o Brasil viajar tanto. Não é só deslocamento de avião, tem toda a programação que desgasta o time. Eu não teria ficado satisfeito com o que está estabelecido”, disse o dirigente.

Veja como está o andamento das obras dos estádios da Copa:



Américo Faria trabalhou na CBF de 1991 a 1998. Retornou à entidade em 2002, após a Copa do Mundo, e ficou até 2010, quando foi demitido depois do Brasil ser eliminado para a Holanda, na África do Sul.

Hoje, ele presta assessoria para clubes de futebol. Demitido depois da queda da seleção na última Copa junto com Dunga e o auxiliar-técnico Jorginho, Faria diz não guardar mágoa do presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Veja também: Casa da CBF, Rio terá seleção apenas em eventual final

“A gente trabalha num lugar e quando sai deve ter confidencialidade. Eu sempre procuro respeitar isso. Eu trabalhei lá, retornei, sai e não tenho problema nenhum nisso”, afirmou.

O ex-dirigente da CBF fez questão de elogiar Dunga e Jorginho, com quem diz conversar eventualmente. “O Dunga já recebeu várias propostas depois do Mundial, mas preferiu ficar um tempo parado. Ele vai voltar logo. O Jorginho ta aí mostrando o seu trabalho no Figueirense (quinto colocado do Campeonato Brasileiro)”, defendeu Faria.

Leia tudo sobre: brasilseleção brasileiracopa 2014copa 2010

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG