Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-conselheiro de Jobson, Joel diz que se sente derrotado

Técnico do Cruzeiro elogiou o ex-atacante do Bahia, mas disse que ele "precisa se educar para a sociedade"

Gazeta |

AE
Jobson foi dispensado pelo Bahia após novos atos de indisciplina
A dispensa de Jobson pelo Bahia, divulgada nesta segunda-feira, entristeceu o técnico Joel Santana. O atual comandante do Cruzeiro trabalhou com o polêmico atacante no Botafogo e lembra que tentou mostrar o "rumo certo" a ele, sem sucesso.

"É uma pena. Ele tem potencial, é grande jogador, mas precisa se educar para a sociedade e não sei quando isso vai acontecer. Conversei muito com esse rapaz, achei que ele ia tomar rumo, mas não sei se isso vai acontecer", disse Joel ao 'Sportv'.

"Quando trabalhou comigo, o Jóbson vinha tendo um comportamento exemplar, mas depois as coisas começaram a desandar. Eu o coloquei como um dos meus garotos, que eu chamo de filhos, mas chegou a tal ponto que não dava mais, ele mentia. Não via como melhorar e entreguei à direção do clube. Não dá pra explicar o que acontecia", acrescentou Joel. "Tentei mostrar a ele de várias formas e não consegui. Nesse ponto, me sinto derrotado".

Um atraso para a concentração antes da partida contra o Santos, disputada no domingo, foi a gota d'água para a saída de Jóbson do Tricolor de Aço. O técnico Renê Simões cortou o atleta do duelo e disse que este não era o primeiro problema que ele causava. O treinador do Bahia, porém, acredita que as novas confusões não são causadas pelo vício.No fim de 2009, Jóbson foi flagrado em exame antidoping e acabou suspenso por seis meses após admitir o uso de crack. O Botafogo deu uma segunda chance ao atacante, que voltou a causar polêmicas em 2010. Ele ficou fora de diversas partidas do Campeonato Brasileiro alegando contusão na coxa e a diretoria suspeitava de uma recaída em relação às drogas. 

Provocado por torcedores do Avaí após um jogo na Ressacada, ele mostrou a genitália e teve de se explicar à polícia catarinense. Cansado de lidar com tantas polêmicas, o Botafogo liberou o atleta para o Atlético-MG, onde ele garante não ter se adaptado. A diretoria do Fogão não quis ficar com o jogador após a rescisão com o Galo e o liberou para o Bahia por empréstimo.

Agora, com 15 jogos disputados na Série A do Campeonato Brasileiro, ele não pode mais jogar a primeira divisão. Sendo assim, resta a opção de jogar por um clube da Segundona. Como aguarda para o próximo mês o resultado do julgamento por causa do problema com doping na Corte Arbitral do Esporte (CAS), ele pode optar por não jogar mais nesta temporada.

Leia tudo sobre: JobsonBahiabrasileirão 2011cruzeirobotafogo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG