Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-atletas do Palmeiras cobram organização

Juninho Paulista e Roque Jr falaram sobre a necessidade de uma mudança na postura da diretoria do clube

Gazeta |

No fim de mais um ano sem títulos, dirigentes, comissão técnica e até jogadores do Palmeiras realizam uma reflexão para buscar soluções. Afinal, a torcida está cansada de fracassos. Entre aqueles que já estiveram no clube, a opinião é que a diretoria deveria se preocupar em mudar a postura para levar o Verdão a uma nova era de conquistas.

"Primeiro tem que organizar em cima. Fala-se muito em treinador, jogadores, mas deve haver uma organização de cima para baixo. Primeiro tem que organizar em cima para cobrar em baixo", insiste o ex-zagueiro Roque Júnior, responsável pelo Primeira Camisa, clube de São José dos Campos.

Campeão da Libertadores de 1999 no Palestra Itália, o antigo defensor ganhou espaço no time justamente com Luiz Felipe Scolari, que voltou Palmeiras em 2010. Roque Junior destaca que o comandante carrega sua competência, porém não irá fazer milagres. "O Palmeiras tem um grande treinador. Aliás, você pode ter os melhores do mundo, mas precisa mesmo de uma filosofia lá em cima que seja vertical", repete Roque Júnior.

Outro ex-jogador do Palmeiras também seguiu o caminho administrativo. Atualmente, Juninho Paulista comanda o departamento de futebol do Ituano e alerta para a responsabilidade de se dirigir uma instituição como o Palmeiras, que está afundada em dívidas.

"A principal questão é que os clubes devem ter dono. Hoje nada dói no bolso dos dirigentes. E não é só o Palmeiras, mas todos os clubes em geral. Os clubes contratam 50 jogadores, é complicado, isso vem de anos. Para enxugar, precisava ter dono", opina o ex-meio-campista, que ao lado do próprio Roque Junior conquistou o pentacampeonato mundial com a seleção brasileira.

 

Leia tudo sobre: Roque JuniorJuninho PaulistaPalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG