Confio no meu trabalho - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ewerthon não teme chegada de medalhões: Confio no meu trabalho

Diretoria está em busca de reforços, e ataque é um dos setores mais carentes do elenco do Palmeiras

Gazeta Esportiva |

Contratado durante o mês de fevereiro, o atacante Ewerthon seguiu a média de todo o elenco do Palmeiras em 2010 ao oscilar entre bons e maus momentos. O balanço: nove gols - a quarta colocação entre os artilheiros do clube - e uma contusão que o tirou dos gramados por 12 partidas seguidas justamente no momento crucial do segundo semestre. Para o ano que vem, o atacante ainda pode ver concorrentes de peso no Palestra Itália.

O Palmeiras busca parcerias para viabilizar dois sonhos considerados impossíveis por muitos torcedores: o atacante Adriano, que também interessa ao Corinthians, e o meia Ronaldinho Gaúcho. Ewerthon parece despreocupado com o fantasma da dupla que ronda o clube.

"Não temo a concorrência porque confio no meu trabalho, vamos ver os jogadores que serão contratados, o elenco que vamos formar para fazer uma grande temporada. O Palmeiras precisa ter grandes jogadores, investir para uma grande temporada", afirma o sorridente atacante.

Os comentários sobre as aquisições de Adriano e Ronaldinho correm ao mesmo tempo em que o Palmeiras busca resolver pendências financeiras. No encerramento de 2010, o Verdão continua com dificuldades em cumprir as obrigações referentes a direitos de imagem e luvas.

Experiente, Ewerthon evita polêmicas com a postura da direção palmeirense, embora o elenco tenha amargado constantes atrasos na temporada. "Em relação a essa parte financeira, nós temos os nossos empresários, advogados, as pessoas que cuidam disso. Eu trato desse assunto apenas internamente", despistou, sem se importar com o seu futuro. "O que eu estou sabendo sobre sair do Palmeiras? A mesma coisa que você: nada. Tenho mais um ano de contrato."

Por enquanto, o atacante quer apenas aproveitar as férias. "Nessa época do ano, prefiro ficar alheio às especulações. Não gosto nem de ler jornal. O negócio é descansar bastante para conhecer o grupo na reapresentação, na pré-temporada, quando voltaremos a trabalhar bastante", concluiu Ewerthon.

Leia tudo sobre: palmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG