Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Euro 2012 tem duelo entre líder e lanterna do ranking da Fifa

Nova seleção número um, Holanda recebe San Marino, que vem de 42 derrotas seguidas

Francisco De Laurentiis, especial para o iG |

De um lado, a equipe vice-campeã do mundo, com astros como Wesley Sneijder e Robin van Persie. Do outro, um time que só venceu uma vez em toda a sua história, e que tem como maior esperança um atacante atualmente desempregado. Nesta sexta-feira, o Philips Stadium, em Eindhoven, vai ser palco do duelo entre melhores e piores do mundo: Holanda e San Marino se enfrentam pelas eliminatórias da Euro 2012, às 15h30 (horário de Brasília).

A seleção laranja assumiu no dia 24 de agosto a liderança do ranking da Fifa (Federação Internacional de Futebol), aproveitando a derrota da Espanha para a Itália em amistoso. Os comandados de Bert van Marwijk estão invictos desde a final da Copa 2010, com oito vitórias e três empates (destaque para um 4 a 1 sobre a Suécia no período). Nas eliminatórias da Euro, vitórias em todos os seis jogos, com 21 gols pró e apenas cinco contra.

Já San Marino vive fase um tanto diferente. A equipe do país de apenas 61 km² vem de incríveis 42 derrotas seguidas, e está a 17 jogos sem marcar. Nessa série negativa, o time sofreu goleadas históricas, como 10 a 0 para a Polônia e 13 a 0 para a Alemanha. Já não tem chance de ir à Euro, pois perdeu seus sete jogos até agora nas eliminatórias, sofrendo 33 gols (cinco da Holanda, no primeiro turno). Na verdade, o time azul só venceu um jogo desde que se filiou à Fifa, em 1990: 1 a 0 contra Liechtenstein (atual 119° do mundo), em amistoso realizado em 2004. O que ajuda muito a explicar a lanterna do ranking da entidade.

As armas de cada seleção também têm calibres diferentes. A Holanda, que tem atletas em alguns dos maiores clubes europeus, aposta em um jogador que dispensa credenciais: Sneijder, camisa 10 da Inter de Milão. Já o craque de San Marino carece de apresentações: trata-se de Andy Selva, atacante que, assim como seus colegas de time, passou por equipes de seu país (onde o futebol é semiamador) e das divisões inferiores da Itália. Capitão, ele é o maior artilheiro da seleção, com oito gols. Desde o fim da temporada, porém, está sem clube.

O retrospecto entre as seleções é, obviamente, favorável à Holanda. A equipe laranja já enfrentou o adversário desta sexta em outras cinco oportunidades. Além de ter sempre saído com a vitória, marcou 28 gols (média de 5,6 por jogo) – menos apenas do que a Bélgica, que já vazou a rede de San Marino 33 vezes. Marcar um gol na líder da Fifa, inclusive, será um triunfo para o time azul, que só anotou 17 vezes em 106 jogos (0,16 por jogo), dos quais perdeu 102.

“Vice-pior do mundo” também entra em campo
San Marino ocupa a lanterna do ranking da Fifa, mas desde julho de 2011 tem a companhia de Andorra. Os dois países têm muitas semelhanças: são nanicos, pouco populosos e negações no futebol. Também nesta sexta (às 13h de Brasília), pelas eliminatórias da Euro, a já eliminada equipe tricolor cumpre tabela contra a Armênia, em um jogo que promete poucas emoções.

Andorra é considerada a “vice-pior do mundo” por ter retrospecto um pouco melhor que San Marino. Nos 98 jogos de sua história, conseguiu vencer três, empatando nove e perdendo 86. Todavia, está há mais tempo sem vencer do que os são-marinenses: são 46 jogos sem sentir o sabor dos três pontos. Nas eliminatórias, perdeu seus seis jogos, mas sofreu “só” 13 gols. 

Leia tudo sobre: Futebol MundialEuro 2012HolandaSan MarinoSneijder

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG