Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Eu me incomodaria se fosse marcador", afirma Lanzini

Meia do Flu elogia atacante do Santos e diz que não ligou para os chapéus por não saber marcar

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Destaque do Fluminense nos últimos três jogos com belos passes e dribles desconcertantes, Manuel Lanzini provou do próprio veneno na derrota, por 2 a 1, para o Santos. Em um lance despretensioso no início do segundo tempo, o meia argentino ficou marcado de maneira negativa após receber dois chapéus de Neymar na mesma jogada.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Questionado sobre a obra de arte do atacante santista na reapresentação da equipe nesta quinta-feira, nas Laranjeiras, o jogador minimizou o acontecido, mas mostrou humildade ao reverenciar o adversário brasileiro.

“Ele é um jogadoraço e demonstra sempre isso, por isso está na Seleção Brasileira do Brasil. É lindo enfrentar jogadores assim”, afirmou Lanzini.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

Apesar de reconhecer a genialidade de Neymar, o meia do Fluminense disse que não se importou de ter ficado marcado por ter recebido os dois chapéus. Para justificar sua declaração, o argentino mostrou jogo de cintura e uma certa ironia.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

“Sinceramente não me importou porque não sei marcar. Se fosse um defensor, aí seria pior”, disse Lanzini.

Acostumado com a rivalidade entre o Boca e o River Plate, Lanzini falou sobre a expectativa de enfrentar o Botafogo no seu segundo clássico regional com a camisa do Fluminense.

“Vai ser um jogo à parte, como todo clássico. Vamos jogar como sempre fizemos, buscando a vitória. É dessa forma que vamos conseguir o que queremos”, explicou o novo camisa 11 das Laranjeiras
 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseLanzini

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG