Vítima constante de racismo, atacante diz que não deseja deixar o futebol italiano rumo ao Real Madrid

O atacante camaronês Samuel Eto'o negou nesta sexta-feira os rumores na imprensa europeia de que esteja negociando sua transferência para o Real Madrid . E aproveitou para dizer que seu único pensamento neste momento é conquistar o título da Copa da Itália com a Inter de Milão - a faz a final no domingo, diante do Palermo, em Roma.

Para acabar com os rumores, o atacante camaronês escreveu uma carta aos torcedores da Inter, publicada nesta sexta-feira no site oficial do clube, na qual desmente qualquer desejo de deixar a equipe de Milão por ofensas racistas que teriam sido proferidas contra ele na Itália, como noticiou a imprensa italiana.

"Esta manhã fiquei muito surpreso, como imagino que vocês também ficaram, ao ler reportagens em alguns jornais, em particular no 'La Gazzetta dello Sport'", escreveu Eto'o. "Nada do que acontece fora do campo, apesar de poder me chatear como homem, me distancia da Inter", completou.

De acordo com a imprensa italiana, Eto'o teria sido pedido pelo técnico português José Mourinho para reforçar o Real Madrid na temporada 2011/12. Os dois trabalharam juntos na própria Inter de Milão, quando foram fundamentais na conquista do título da Liga dos Campeões da Europa em 2010.

"Não se preocupem, eu estou com minha cabeça direcionada apenas para o atual momento, que é vencer a Copa da Itália com meus companheiros. Seria nosso sexto título em dois anos e o terceiro nesta temporada", afirmou o jogador, que tem contrato com a equipe de Milão até junho de 2014.

O presidente da Inter, Massimo Moratti, também assegurou a permanência do atacante. "Samuel Eto'o é uma figura chave para nosso planos. Não acho que ele tenha a menor intenção de deixar o clube e queremos que ele fique", declarou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.