Time ficou 17 rodadas na mesma posição, perto dos primeiros, mas na condição de coadjuvante

nullO assunto incomodou no Beira-Rio. Não foi por uma ou duas rodadas, mas por quatro meses. O Inter viveu a “síndrome do quase” no Brasileirão. Chegava perto dos primeiros colocados, mas não entrava no G5. Acabou chegando na hora certa – na última rodada.

Confira como ficou a classificação do Brasileirão

Era o desejo do técnico Dorival Júnior . Depois de tanto ser cobrado pelos tropeços nas horas decisivas, o treinador desistiu de fazer projeções. Apenas dizia “quero estar no G5 na última rodada”. Deu certo.

“Foi na superação, jogo difícil, muito marcado, com poucos erros. Tivemos a felicidade”, avaliou o treinador.

O Inter ficou quase a metade do Brasileirão em 7º lugar. por 17 rodadas. Foram quatro meses fora do G5, saindo na 9ª rodada e voltando apenas na 36ª.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

A vitória no clássico Gre-Nal , na tarde de domingo, colocou o Inter na 5ª posição. Justamente o que precisava para estar na Libertadores do ano que vem. O time jogará a fase classificatória, em mata, com jogos de ida e volta. A primeira partida será dia 25 de janeiro, no Beira-Rio, contra o Colômbia 3.  

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.