Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Estreia de Falcão, em 1993, teve derrota e bronca na arbitragem

Novo treinador do Inter já tinha uma mesma caracterísitica naquela época: apreciar o futebol ofensivo

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Falcão está perto de fazer a sua terceira estreia pelo Inter. A primeira foi na década de 70, quando era jogador. A segunda em 1993, já como treinador. A terceira será neste sábado, 18h30, contra o Santa Cruz, pelo Campeonato Gaúcho.

O iG já mostrou que o time de 1993 tinha muito menos capacidade técnica em relação ao atual elenco. Agora chegou a vez de falar do primeiro jogo como treinador do clube gaúcho. Foi em 6 de setembro de 1993. O Inter estreava no Brasileirão tendo um jogo dificílimo: visitar o São Paulo, na época bicampeão da Libertadores e campeão do mundo, no Morumbi.

Falcão acabou perdendo na estreia. São Paulo 3 x 2 Inter. O último gol dos paulistas saiu já nos acréscimos. Um resultado negativo, mas uma boa atuação. Assim foi descrito pelo jornal "Correio do Povo", de Porto Alegre: “Nem a derrota tira o brilho do Inter”.

Reprodução/Jornal Correio do Povo
Na estreia de Falcão, em 1993, Internacional perdeu para o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro

O periódico da época destaca que um empate seria mais justo. Os gaúchos saíram perdendo, viraram o jogo com gols de Paulinho Mclaren e Wagner, mas levaram outra virada. O lateral-direito Jura marcou o gol decisivo.

O resultado não agradou a Falcão, a arbitragem muito menos. Na saída do campo, ele disparou contra Cláudio Cerdeira: “Não se pode perder um jogo por causa de uma arbitragem fraca como esta. Mas gostei muito do time, pois teve chegada forte na frente com quatro atacantes e mostrou que é sempre ofensivo”, disse o treinador.

As declarações apontam uma semelhança com 2011. Falcão gosta de time ofensivo, que dá espetáculo. O famoso “futebol com alegria” que ele tem falado nas entrevistas. Naquela ocasião, Falcão falou em 4 jogadores de característica ofensiva. No atual, ele prepara um time com 2 atacantes de ofício (Rafael Sobis e Leandro Damião) e um D´Alessandro com muita liberdade de chegar na frente. Pelo que foi mostrado, no único treino aberto, o Inter 2011 atacará em um esquema tático 4-3-3.

O Inter naquele jogo da década de 90 teve: Fernandez; Marcão, Wladimir, Argel e Daniel; Daniel Frasson, Djair, Mazinho e Zinho (Beto Cruz); Wagner e Paulinho (Caíco). A escalação que está sendo preparada por Falcão deverá ter Lauro; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D´Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião.

Leia tudo sobre: InternacionalFalcão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG