"Aqui ninguém é apartamento, "Vão fazer do meu jeito" e "É matar ou morrer" foram as frases do treinador

Celso Roth comandou segundo treino no Grêmio
Gazeta Press
Celso Roth comandou segundo treino no Grêmio
Fazia tempo que o Grêmio não tinha um treino tão completo. Na manhã desta sexta-feira, Celso Roth comandou o primeiro e único trabalho tático para enfrentar o Palmeiras, sábado, às 18h30min, em São Paulo, pela 15ª rodada do Brasileirão. Confirmou o seu estilo: muitas cobranças, orientações detalhadas e ensaio de bola parada.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Julinho Camargo, em pouco mais de um mês de Olímpico, não treinou sequer uma vez a cobrança de faltas e cruzamentos para área – sejam ofensivos ou defensivos. Na quinta-feira, logo após ser apresentado, o novo comandante aprimorou as finalizações dos jogadores.

"Estou aqui há dois treinamentos e estou tentando fazer todos corresponderem. Os jogadores são inteligentes e têm qualidade. Vai ser difícil termos algo para este primeiro jogo, mas teremos persistência", disse Roth.

Persistência foi o que ele teve nas quase duas horas de treino. Com gritos, gestos e xingamentos deu o seu cartão de visitas para o grupo. Douglas foi a primeira "vítima" após errar um passe num contragolpe do time titular no coletivo.

"Recompõe, recompõe m.... Volta porque foi tu que errou, c....", bradou o treinador após parar a atividade.

Claro que, nos movimentos corretos, Roth aplaudia e reconhecia o atleta. O trabalho seguiu até nova interrupção após André Lima perder a bola na entrada da área.

"Bate daqui, agora, m... Se não chutar você nunca vai fazer gol", gritou.

Mais frases fortes foram ouvidas no campo suplementar no exercício de bola parada. Na bola defensiva, Roth definiu marcações individuais:

"Se ele fizer o gol, a culpa é de quem? É sua. Aqui é forte, com raça, ninguém é de apartamento. Vão fazer do meu jeito! É matar ou morrer".

Resta saber se este tratamento de choque já dará resultado. O Grêmio precisa, afinal, é o 15º, com 14 pontos, um a mais do que a zona de rebaixamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.