Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Estatuto da Fifa pode ajudar Tevez a deixar o City

Jogador que não participa de ao menos 10% dos jogos pode sair sem multa. Clube está ciente, mas confiante

iG São Paulo |

Getty Images
Argentino teria se negado a entrar em campo pelo City
O artigo 15 do Estatuto da Fifa paira como uma sombra no difícil relacionamento entre o técnico Roberto Mancini e o atacante Carlos Tevez no Manchester City.

Leia mais notícias sobre Carlos Tevez

Afastado dos jogos desde o final de setembro, quando se recusou a entrar em campo numa derrota para o Bayern, em Munique, o jogador argentino tem como trunfo tal artigo do estatuto para forçar o City a tomar uma posição. O artigo 15 diz que um jogador pode deixar o clube se não participar de ao menos 10% dos jogos da temporada.

Os dirigentes do clube inglês, porém, lembram que tal regra se refere a causas "meramente esportivas", o que não é bem o caso de Tevez. Afinal, o argentino foi punido disciplinarmente pelo City e ficou quatro jogos afastado. O atacante já foi reintegrado e teve de pagar uma multa milionária.

Até o momento, Carlitos Tevez esteve presente em cinco jogos do Manchester City na temporada. Como o time vai jogar no mínimo 48 vezes, a possibilidade de o artigo 15 ser utilizado hoje é inexistente. Porém, é certo que o número de jogos vai aumentar, já que o time deve passar de fase nas Copas inglesas e na Liga dos Campeões. Se o argentino não for relacionado sequer para o banco, pode ter direito a sair "de graça".

De qualquer forma, em janeiro, quando a janela de transferências for aberta, a situação do ex-corintiano deve ser definida. Roberto Mancini deixa claro que não pretende trabalhar mais com o atacante e a atual boa fase do time azul fortalece sua posição.

Leia tudo sobre: futebol mundialtevezinglaterramanchester cityargentinacorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG