Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Estádios também serão rivais do trio de Curitiba

Atlético-PR, Coritiba e Paraná Clube terão de driblar falta de estrutura no interior, durante disputa do Estadual

Altair Santos, iG Curitiba |

Dos oito estádios do interior paranaense em que irá atuar na disputa do Estadual, o trio de Curitiba (Atlético-PR, Coritiba e Paraná Clube) só encontrará boas condições de jogo em um deles. Será no Emílio Gomes, em Irati. “É um estádio modelo. Se todos do interior estivessem igual a ele, seria ótimo. Ele recebe manutenção periódica. É acanhado (4.322 lugares), mas oferece segurança e boa estrutura para os times e as torcidas”, disse o presidente da comissão de vistoria da FPF (Federação Paranaense de Futebol), Reginaldo Cordeiro, referindo-se ao estádio do Iraty.

Nos demais estádios, Atlético-PR, Coritiba e Paraná Clube vão enfrentar, além de campos em condições discutíveis, vestiários com pouca estrutura e, em alguns casos, pouca segurança. “Depois do de Irati, só o estádio de Cascavel tem uma preocupação maior com manutenção. Nos demais falta a manutenção periódica”, avisa Reginaldo Cordeiro, citando que outros bons estádios no interior do Paraná não fazem parte dos locais que receberão jogos do Campeonato Paranaense. São o Willie Davids, em Maringá, e o Café, em Londrina. Os times destas cidades estão na segunda e na terceira divisões do Estadual.

Gazeta Press
Iraty x Atlético-PR no Emílio Gomes, em Irati. Estádio é um dos poucos bem avaliados pela FPF
Para Reginaldo Cordeiro, o ideal seria a construção de novos estádios no interior. O problema é que a maioria é municipal e as prefeituras não têm recursos para investir em obras que iriam consumir pelo menos R$ 100 milhões. “Hoje, um estádio perfeito para o interior tem de ter capacidade para 20 mil pessoas. Mas construir um novo é muito difícil. Então, o que temos recomendado às prefeituras é que façam a manutenção e não esperem o campeonato começar para se preocupar com o estádio”, diz o presidente da comissão de vistoria.

Um dos oito clubes do interior teve seu estádio vetado para as primeiras rodadas do Estadual. É o Arapongas, que manda seus jogos no estádio dos Pássaros. A prefeitura local promove troca dos alambrados e reforma da cobertura, além de ampliar os vestiários. As obras começaram em dezembro e ainda não estão concluídas. “O futebol é o melhor e o mais barato marketing para uma cidade do interior. Por isso, os prefeitos têm obrigação de dar manutenção aos estádios”, diz Cordeiro, afirmando que desde assumiu a comissão, em 2007, os estádios do interior paranaense melhoraram bastante, mas ainda não chegaram ao ideal.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG