Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Estádio da abertura da Copa América e da estreia do Brasil não está pronto

Único de La Plata passa por ajustes e vestiário ainda tem piso sendo colocado e cheiro de tinta. Gramado recebe luz artificial

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a La Plata |

O estádio que receberá na próxima sexta-feira a abertura da Copa América , na cidade de La Plata (a 60 km de Buenos Aires), ainda não está pronto. Segundo a assessoria de comunicação do torneio estão sendo feitos ajustes finais, “perfumarias”, que deverão ser terminados até 12h de sexta a tempo de receber Argentina e Bolívia, pelo Grupo A (21h45 de Brasília). Mesmo assim, em visita ao Estádio Único Ciudad de La Plata, nesta terça-feira, o iG presenciou diversos funcionários trabalhando no vestiário, sala de imprensa, acessos e tribunas. O ritmo de trabalho é frenético.

Podiam ser vistos tábuas, martelos e latas de tinta. O palco receberá ainda dois dias depois, domingo (3 de julho), a estreia do Brasil contra a Venezuela (16h de Brasília), pelo Grupo B. O que mais preocupa os organizadores são os vestiários, que estavam recebendo os pisos e por isso nem puderam ser visitados. O cheiro de tinta na entrada do número 1, aquele que provavelmente será usado pelos brasileiros no final de semana, tinha cheiro forte que podia ser sentido do lado de fora.

Sinalizações para o acesso dos torcedores também estavam sendo colocadas (como chegar aos assentos corretos, por exemplo). As salas de imprensa (na qual os jornalistas podem escrever suas matérias) e de conferência (na qual são realizadas as entrevistas) estavam sendo montadas, com diversos operários serrando tábuas e martelando.

Na arquibancada, funcionários pintavam com tinta branca corredores de acesso e paredes das escadarias. As tribunas estavam recebendo mesas para funcionários e observadores e chamava a atenção também um equipamento no meio do campo, que emitia luz sobre o gramado.

“Simula artificialmente a luz do sol, para que a grama nasça mais rápido, Como o estádio é quase todo coberto, a luz natural não é suficiente”, explicou Leonardo Outón, um dos chefes de imprensa da sede de La Plata.

Xodó
O estádio de La Plata é a principal atração da Copa América. O mais moderno da competição, foi inaugurado em 2003, mas totalmente reformulado e reinaugurado em 17 de fevereiro de 2011, em um amistoso da seleção argentina. O governo da Província de Buenos Aires, proprietário do campo, gastou com ajuda de parceiros R$ 380 milhões com a reforma, que deixou o campo realmente moderno e bonito.

Bem no centro, ao alto, há um telão, parecido com do estádio de Frankfurt, que recebeu jogos da Copa de 2006, na Alemanha. Há cadeira em quase todo o campo, mas atrás dos gols não. E há uma explicação: é o local onde ficarão os torcedores das torcidas organizadas do Estudiantes e do Gimnasia Y Esgrima, os dois principais clubes da cidade e que usarão o campo, em forma de concessão, após a Copa América.

Há 183 camarotes, mais de 500 lugares para jornalistas e capacidade para 36 mil torcedores durante a Copa América – que pode chegar a 50 mil em jogos dos clubes, quando o setor atrás dos gols puder ser usado na totalidade. Como o principal da competição, receberá seis jogos, entre eles uma quartas de final que poderá ter o Brasil, caso termine em primeiro da chave, e a disputa de terceiro lugar.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG