Ao jornal francês "Le Monde", ex-jogador afirma que está na hora de fazer mudanças para acabar com a corrupção no futebol

Em entrevista ao jornal francês “Le Monde” nesta sexta-feira, Pelé declarou nesta sexta-feira que está na hora de acabar com a corrupção no futebol e defendeu mudanças na Fifa. “É necessário fazer uma limpeza, mas não apenas no futebol brasileiro. Agora é uma boa hora também para limpar a Fifa de cima para baixo”, afirmou.

Leia também: Maradona diz que Messi já está acima de Pelé

Nos últimos anos, a Fifa tem sido assombrada por alguns casos de corrupção, como, por exemplo, o que envolveu o ex-chefe da Confederação Asiática Mohamed Bin Hammam. O dirigente do Qatar concorreu à presidência da entidade em 2011, mas acabou sendo banido da Fifa pelo Conselho de Ética após ter sido acusado de suborno pelos seus eleitores durante a campanha.

A saída de Bin Hammam da corrida presidencial deixou Joseph Blatter sem concorrentes. Assim, o cartola suíço ficou com o caminho livre para ser reeleito e exercer seu terceiro mandato à frente da entidade que rege o futebol mundial.

Além da corrupção no futebol, Pelé comentou as comparações com o argentino Lionel Messi, eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa nos três últimos anos. “Ele é um grande jogador. Mas quando tiver marcado 1,283 gols e ganhado três Copas do Mundo, nós conversamos”, disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.