Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Esquema ofensivo é tratado com cautela no Palmeiras

Time paulista goleou o Ituano com boa atuação do trio de ataque formado por Luan, Kleber e Dinei

Gazeta |

As ausências de Lincoln e Valdivia obrigaram o técnico Luiz Felipe Scolari a mudar o sistema tático do Palmeiras. Na vitória fora de casa desta quinta-feira diante do Ituano, foram escalados três atacantes que proporcionaram uma cara nova ao time, que marcou quatro gols e criou várias oportunidades. Ainda assim, o treinador não considera o esquema definido para a sequência do ano.

"Jogamos desta forma porque não contávamos com o Valdivia e o Lincoln, além disso o jogo oferecia a oportunidade de atuarmos com três atacantes", desconversou Felipão, citando que o adversário atuou com três peças fixas na zaga.

O atacante Kleber reconhece que a presença de Dinei fixo na área auxilia no seu estilo de jogo. Assim, o "Gladiador" pôde se movimentar mais pelas laterais. De qualquer forma, o camisa 30 entende que Felipão não vai apostar no 4-3-3 em todas as partidas.

"Como o Ituano entrou com três zagueiros, nós precisávamos de um homem a mais na frente. Deu certo desta vez, mas devemos atuar conforme o adversário", opinou Kleber.

Ao meio-campista Marcos Assunção, a presença de mais um atacante no Palmeiras lhe rende, na teoria, uma atenção muito maior na marcação. Porém, o veterano ressalta o lado positivo do esquema.

"A gente tem mais espaço para olhar na frente. Quando jogávamos apenas com o Kleber, ele ficava sozinho na frente, rodávamos a bola até perder. Agora já foi melhor. O importante é que estamos melhorando a cada jogo", destacou Marcos Assunção.

Leia tudo sobre: PalmeirasCampeonato Paulista 2011Kleber

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG