Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Especialista em Brasileirão, Cuca diz que 2011 pode repetir 2010

Treinador do Atlético-MG acredita que 42 pontos podem evitar o rebaixamento, assim como foi ano passado

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Desde que passou a ser disputado por pontos corridos, em 2003, o Campeonato Brasileiro ganhou alguns especialistas no assunto. Ninguém ganhou mais do que Muricy Ramalho , vencedor em quatro das oito edições já disputadas. O técnico Cuca , do Atlético-MG , é outro que conhece muito bem a competição, pois esteve presente em todos os anos. E se tem uma coisa que Cuca faz bem, é tirar o time do rebaixamento.

Veja também: Um ponto separa Atlético-MG do Cruzeiro. Veja a classificação atualizada

Ele já conseguiu evitar as quedas de Goiás , São Caetano e Fluminense , essa última a mais sensacional de todas, já que o time carioca era dado com 99% de chance de rebaixamento pelos matemáticos. Mas não é só embaixo que Cuca brigou. Ele também disputou o título, como no ano passado, quando foi vice-campeão com o Cruzeiro .

Leia também: Cuca pode acabar com maldição que ele iniciou na temporada 2007

Acostumado ao Brasileirão, o treinador atleticano fez uma projeção de 43 pontos para escapar do rebaixamento. No entanto, o número pode cair mais um pouco, ficando na casa dos 42 pontos e o número de vitórias fazendo a diferença, como foi no ano passado, com o Atlético-GO ficando na primeira divisão e o Vitória sendo rebaixado. No entendimento de Cuca, o equilíbrio da competição só faz com que os números sejam menores, tanto na luta contra o rebaixamento quando na briga pelo título.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“É fácil entender. Eu disputei todos os campeonatos de pontos corridos. Quando fica uma equipe lá embaixo, como ficou o América-RN, com 17 pontos, você precisa de mais pontos. Pois todos pegaram os três pontos do América. Então precisou de mais pontos para sair do rebaixamento. Hoje não tem aquela equipe que está lá embaixo. Faltam oito rodadas e não tem nenhuma equipe rebaixada e nem vai ter na próxima rodada. E a probabilidade é que seja assim até o final, então o número pode ser menor porque todos estão somando pontos. O mesmo vale para a parte de cima. Número é número, então, amanhã, tudo pode cair por água abaixo. Mas hoje se você faz com 42 pontos, com um número de vitórias maior, acho que provavelmente vai se salvar”, disse Cuca, que até já fez uma simulação de resultados para saber se sua equipe vai escapar.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Das 30 rodadas desta edição, o Atlético-MG passou 15 dentro da zona do rebaixamento. Vencer o Fluminense significa passar a noite de sábado fora do Z-4, jogando a pressão para Cruzeiro e Ceará , que vão jogar neste domingo, contra Atlético-GO e Atlético-PR , respectivamente. Se na semana passado não adiantou muito para o Atlético-MG ser o último a entrar em campo, Cuca quer que isso se repita na 31ª rodada.

“Domingo passado era o contrário e não adiantou nada . Às vezes ficamos tão empolgados pelo adversário não ter vencido, que nos desconcentramos um pouco. Para nós, de repente, é bom esse lado. Não tem pressão nenhuma, vamos jogar antes. É fazer a nossa parte que no domingo o problema é deles ”.
 

 

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011CucaCruzeiroAtlético-PR

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG