Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Escudero vai se tornar o 11º argentino a jogar pelo Atlético-MG

Acertado com o jogador e com o Boca Juniors, clube mineiro espera documento para confirmar a contratação

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Em quase 104 anos de história o Atlético-MG já contou com 36 jogadores estrangeiros. Os zagueiros Jairo Campos e Cáceres e o volante Édison Méndez foram os últimos gringos a vestirem a camisa alvinegra, na temporada 2010. Depois do fraco desempenho dos jogadores citados, o Atlético-MG não teve nenhum estrangeiro em 2011. Mas isso não vai se repetir em 2012, com a chegada do meia Escudero .

Veja também: Escudero desconhece acerto com o Atlético-MG e fala em voltar ao Boca

O jogador argentino que pertence ao Boca Juniors e defendeu o Grêmio na última temporada deve ser anunciado nesta segunda-feira como o terceiro reforço atleticano para a temporada. Escudero já acertou com o Atlético-MG, que também já acertou com o Boca Juniors. O iG apurou que o clube mineiro espera apenas o documento a ser enviado pelo time argentino para confirmar a contratação do meia.

Leia também: Contratação de Escudero ganha força nos bastidores do Atlético-MG

Próximo de vestir a camisa do Atlético-MG, Escudero vai se tornar o 11º jogador argentino a defender o clube alvinegro. O primeiro foi Guido Baztarrica, em 1945/46, que disputou quatro partidas. Além do time mineiro, Baztarrica defendeu o Fluminense , o Boca Juniors, o Racing-ARG e o Peñarol-URU.

EFE
Campeão da Libertadores em 2004, com o Once Caldas-COL, Fabbro chegou ao Atlético-MG em 2006 e foi dispensado depois de quatro jogos
O último argentino que jogou pelo Atlético-MG foi o atacante Mariano Trípodi, que também defendeu o Santos. Contratado em março de 2009, já na gestão do presidente Alexandre Kalil, ele chegou indicado por Emerson Leão , então o técnico alvinegro. Foram somente cinco partidas e nenhum gol. Depois da demissão de Leão, Trípodi acertou a rescisão e deixou o clube dois meses depois de sua chegada.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Escudero, aliás, chega com a missão de apagar a péssima imagem deixada pelos últimos jogadores argentinos que atuaram pelo Atlético-MG. Além de Trípodi, também foram fiasco com a camisa atleticana os meias Livio Prieto e Jonathan Fabbro, que disputaram 14 e quatro partidas, respectivamente. Os últimos argentinos com algum sucesso no Atlético-MG foram os zagueiros Galván e Capria.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

O primeiro foi titular do time vice-campeão brasileiro em 99. Galván disputou 58 jogos e marcou três gols entre os anos 1998 e 99. Ele foi substituído por Capria, que quebrou a perna e só estreou pelo Atlético-MG no final da temporada de 2000. Apesar de ter disputado apenas dez partidas, ele fez três gols e ficou marcado pela força de seu chute.

Escudero tem 24 anos e vai ficar emprestado ao Atlético-MG por uma temporada. Além do Grêmio e o Boca Júniors, o jogador revelado pelo Vélez Sarsfield já atuou no futebol espanhol , por Valladolid e Villarreal. Apesar de o elenco alvinegro se apresentar somente na próxima semana, Escudero é aguardo em Belo Horizonte nesta quinta-feira, para fazer o exames médicos.

Veja os dez argentinos que já atuaram pelo Atlético-MG:

Nome
Posição Jogos
Gols Ano
Guido Baztarrica Meia 4 0 1945/46
José Vilalba Atacante 20 8 1946
Valsechi Atacante 10 3 1948
Saporiti Atacante 1 0 1968
Ortiz Goleiro 100 7 (67*) 1976/77
Galván Zagueiro 58 3 1998/99
Capria Zagueiro 10 3 2000
Livio Prieto Meia 14 0 2005
Jonathan Fabbro Meia 4 0 2006
Mariano Trípodi Atacante 5 0 2009

 * Gols sofridos por Ortiz, que batia pênalti e fez sete gols pelo Atlético-MG

Leia tudo sobre: Atlético-MGEscuderoBoca Juniors

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG