Tamanho do texto

Junto com Carlos Alberto, entrada do meia argentino pode mudar esquema de jogo

Hector Werlang
Escudero treinou fisicamente com os novos companheiros
Ao participar do treino da manhã desta terça-feira, Escudero deu início a uma disputa que promete no Grêmio . A contratação dele e a de Carlos Alberto, que começou a trabalhar na segunda-feira, devem promover mudanças no meio-campo e no ataque da equipe de Renato Gaúcho.

O pensamento mais lógico indica o recuo de Lúcio para a lateral-esquerda, a entrada de Carlos Alberto na meia e a de Escudero no ataque, na vaga de Jonas. Desta forma, o esquema 4-4-2 seria mantido. O argentino, aliás, não vê problema em atuar na frente.

“Posso jogar como segundo atacante ou armador, me sinto bem”, disse Escudero.

Carlos Alberto prefere ser meio-campista, porém, não descarta atuar como atacante. Ele poderia ser o substituto de Jonas deixando, neste caso, Lúcio no meio.

“Já fiz este posicionamento com o Renato (no Fluminense). A questão é ajudar o treinador. É bom ter jogadores de qualidade no elenco, a disputa será boa”, analisou o jogador.

Há ainda a possibilidade de os dois meias serem acomodados mudando a formação para o 4-5-1, com um único atacante, como o Internacional atua. Neste caso, Lúcio voltaria a lateral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.