Tamanho do texto

Revelado pelas categorias de base do time gaúcho, meia foi negociado com o Manchester United em 2007

Pensando nas semifinais da Copa Libertadores da América, o Santos irá mandar a campo o seu time reserva para o jogo contra o Internacional, neste sábado, às 21 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Mas, apesar disso, a partida tem um valor especial para o volante Rodrigo Possebon , um dos escalados pelo técnico Muricy Ramalho para a estreia santista no Brasileirão.

Revelado pelas categorias de base do Colorado, Possebon foi negociado com o Manchester United (Inglaterra) em 2007, sem ter atuado pela equipe principal do Inter. Mesmo assim, o jogador destacou o carinho que nutre pelo clube que o revelou para o futebol.

"Tenho muito carinho pelo Inter, que me deu as melhores condições para iniciar a carreira. Saí sem jogar pelos profissionais, para atuar no Manchester, mas tenho as lembranças mais positivas dos tempos de Beira-Rio", disse Rodrigo Possebon.

Já sobre a competição, o volante acredita que, mesmo com os reservas, o Peixe tem condições de conseguir um bom resultado em sua estreia no Brasileiro. Segundo Possebon, é importante somar pontos desde o início do campeonato, para não ficar distante dos líderes do Nacional.

"Peguei a reta final no ano passado e percebi o equilíbrio entre os times. É um campeonato que exige muita concentração e onde todas as rodadas são decisivas. O Muricy tem muita experiência no assunto, conquistou quatro títulos e certamente vai nos passar a melhor forma de brigar pelo Brasileirão. Estamos fortes na Libertadores, mas sem dúvida também queremos muito esse título", concluiu.