Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Entre polêmicas, Jorge Mendes vira o grande empresário do futebol

Começo da carreira internacional do agente português lhe rende um processo na Justiça até hoje

Allan Brito, iG São Paulo |

Ele era apenas um proprietário de um casa noturna, mas rapidamente se tornou o principal empresário do futebol. Essa é a trajetória de Jorge Mendes, português que tem participação fundamental em algumas das maiores transações do mercado da bola atualmente. Mas ele não conseguiu isso sem criar polêmicas, e por isso sua ascenção meteórica foi detalhada pelo jornal inglês Guardian, nesta terça-feira.

A atuação de Jorge Mendes chama a atenção na Inglaterra exatamente porque foi lá que ele se projetou internacionalmente, através de transações que lhe renderam, praticamente na mesma proporção, muito dinheiro e muitas críticas. Sua principal desavença é com a Formation, empresa inglesa que já foi parceira de Mendes, mas agora o processa.

Tudo começou em 2002, quando Jorge Mendes começou a articular transferências de jogadores portugueses para a Inglaterra. Nessa época, ele cumpria um acordo de dividir os pagamentos que os clubes faziam para os agentes de cada negociação. Metade ficava com a Gestifute, empresa de Mendes, e a outra metade ia para a Formation.

Os problemas passaram a existir já na transferência do craque português Cristiano Ronaldo para o Manchester United. Depois,veio a negociação de José Mourinho com o Chelsea e, então, o rompimento da parceria. A Formation acusa Joge Mendes de não pagá-la pela ida de vários portugueses, como Ricardo Carvalho e Tiago, para o time inglês.

Getty Images
Mourinho foi para o Chelsea em 2004, quando Jorge Mendes passou a cuidar de sua carreira
O empresário, que já agenciava a carreira de José Mourinho no Chelsea, admite que intermediou todas essas contratações. Mas alega que, naquele momento, já não existia mais parceria entre a sua empresa e a Formation, e por isso não precisava dividir os lucros. Porém, os dois lados agora pouco comentam o caso e apenas mostram otimismo sobre uma vitória nos tribunais.

De um lado, a Formation critica Jorge Mendes de forma dura no processo. "Ele mentiu de forma descarada e sem vergonha". Do outro, a Gestifute apenas minimiza: "Esta é uma disputa comercial normal. A questão está sendo tratada por nossos advogados e estamos muito confiantes que o Tribunal vai decidir a nosso favor", comunicou.

Mas nem por isso as críticas contra Jorge Mendes param de surgir. Ao Guardian, Tony Henry, ex-jogador que abriu o mercado inglês para Joge Mendes e agora é dirigente do Everton, disparou: "Eu trabalhei sem parar para apresentá-lo para as pessoas. Nós dividimos as taxas que recebemos, mas, depois que ele já conhecia as pessoas e já tinha o Mourinho no Chelsea, ele foi fazer tudo por conta própria", protesta.

Ainda assim, Jorge Mendes segue em alta. No mês passado, ele foi eleito o "empresário do ano" na premiação "Globe Soccer Awards". Seus ganhos financeiros também não param de crescer. Em uma simples transferência, a do português Bebé para o Manchester United, ele recebeu 3,6 milhões de euros, sendo que o valor total da transferência foi de 9 milhões de euros. A partir disso, é possível imaginar o quanto ele ganhou pela transferência de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid, em 2009, que saiu por 94 milhões de euros no total...

Leia tudo sobre: Jorge MendesPortugalInglaterrafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG