Tamanho do texto

Começo da carreira internacional do agente português lhe rende um processo na Justiça até hoje

Ele era apenas um proprietário de um casa noturna, mas rapidamente se tornou o principal empresário do futebol. Essa é a trajetória de Jorge Mendes, português que tem participação fundamental em algumas das maiores transações do mercado da bola atualmente. Mas ele não conseguiu isso sem criar polêmicas, e por isso sua ascenção meteórica foi detalhada pelo jornal inglês Guardian , nesta terça-feira.

A atuação de Jorge Mendes chama a atenção na Inglaterra exatamente porque foi lá que ele se projetou internacionalmente, através de transações que lhe renderam, praticamente na mesma proporção, muito dinheiro e muitas críticas. Sua principal desavença é com a Formation, empresa inglesa que já foi parceira de Mendes, mas agora o processa.

Tudo começou em 2002, quando Jorge Mendes começou a articular transferências de jogadores portugueses para a Inglaterra. Nessa época, ele cumpria um acordo de dividir os pagamentos que os clubes faziam para os agentes de cada negociação. Metade ficava com a Gestifute, empresa de Mendes, e a outra metade ia para a Formation.

Os problemas passaram a existir já na transferência do craque português Cristiano Ronaldo para o Manchester United. Depois,veio a negociação de José Mourinho com o Chelsea e, então, o rompimento da parceria. A Formation acusa Joge Mendes de não pagá-la pela ida de vários portugueses, como Ricardo Carvalho e Tiago, para o time inglês.

Mourinho foi para o Chelsea em 2004, quando Jorge Mendes passou a cuidar de sua carreira
Getty Images
Mourinho foi para o Chelsea em 2004, quando Jorge Mendes passou a cuidar de sua carreira
O empresário, que já agenciava a carreira de José Mourinho no Chelsea, admite que intermediou todas essas contratações. Mas alega que, naquele momento, já não existia mais parceria entre a sua empresa e a Formation, e por isso não precisava dividir os lucros. Porém, os dois lados agora pouco comentam o caso e apenas mostram otimismo sobre uma vitória nos tribunais.

De um lado, a Formation critica Jorge Mendes de forma dura no processo. "Ele mentiu de forma descarada e sem vergonha". Do outro, a Gestifute apenas minimiza: "Esta é uma disputa comercial normal. A questão está sendo tratada por nossos advogados e estamos muito confiantes que o Tribunal vai decidir a nosso favor", comunicou.

Mas nem por isso as críticas contra Jorge Mendes param de surgir. Ao Guardian , Tony Henry, ex-jogador que abriu o mercado inglês para Joge Mendes e agora é dirigente do Everton, disparou: "Eu trabalhei sem parar para apresentá-lo para as pessoas. Nós dividimos as taxas que recebemos, mas, depois que ele já conhecia as pessoas e já tinha o Mourinho no Chelsea, ele foi fazer tudo por conta própria", protesta.

Ainda assim, Jorge Mendes segue em alta. No mês passado, ele foi eleito o "empresário do ano" na premiação "Globe Soccer Awards". Seus ganhos financeiros também não param de crescer. Em uma simples transferência, a do português Bebé para o Manchester United, ele recebeu 3,6 milhões de euros, sendo que o valor total da transferência foi de 9 milhões de euros. A partir disso, é possível imaginar o quanto ele ganhou pela transferência de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid, em 2009, que saiu por 94 milhões de euros no total...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.