Além de manter Neymar e Ganso, diretoria fala em montar 'esquadrão' e contratar Zé Roberto, Diego e André

Em meio às finais da Copa Libertadores da América, a diretoria do Santos faz discursos que pretende montar um ‘esquadrão’ para disputar a temporada de 2012, ano do centenário do clube. O curioso é que os jogadores que interessam ao Santos são ex-ídolos do clube. Entre eles, os meias Zé Roberto e Diego, que atuam no futebol alemão.

“Esquadrão nós já temos, estamos tentando reforçar o time um pouco mais. O projeto é ter dois ou três jogadores para cada posição, atleta que dão conta do recado", afirmou o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Além deles, o clube ainda não desistiu da contratação do atacante André, que pertence ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e que também interessa ao Corinthians. Apesar da diretoria do Santos confirmar os interesses em Diego, Zé Roberto e companhia, o grupo oposicionista acredita ser apenas uma estratégia política, já que em dezembro acontece as eleições para a presidência do clube.

Além de prometer a chegada de reforços importantes, a cúpula santista garante que vai segurar os atuais ídolos do clube: Neymar e Paulo Henrique Ganso. Desta forma, o Santos pode ter no ano do centenário um time com os novos e antigos ídolos do clube, já que Elano e Léo, campeões brasileiros de 2002 e 2004, fazem parte do atual elenco santista.

O presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro está otimista em relação ao acerto com o meia Zé Roberto . O jogador rescindiu contrato com o Hamburgo, da Alemanha, e estará reunido com a diretoria santista neste domingo para negociar seu retorno ao futebol brasileiro.

“O Zé Roberto está voltando da Alemanha para descansar um pouco no Brasil e já me confirmou que estará no próximo domingo em Santos para conversarmos. Ele já me disse que se voltar ao futebol brasileiro, ele jogará no Santos”, disse o presidente santista.

Na mira do Santos, Diego joga no Wolfsburg
Getty Images
Na mira do Santos, Diego joga no Wolfsburg
Em relação a Diego, o dirigente ainda não confirmou nenhum encontro com o ex-camisa 10 do Santos, mas demonstrou esperanças no retorno do atleta, que está em rota de colisão com o técnico do Wolfsburg, da Alemanha.

“Ele precisa desenrolar primeiro esse imbróglio, se ele for disponibilizado ele pode vir, pois tem a alma do Santos”, afirmou Luís Álvaro.

O Santos também tentava a contratação do volante Renato, campeão brasileiro pelo clube na geração de Diego e Robinho, mas o jogador deixou o Sevilla, da Espanha, e acertou sua transferência para o Botafogo na última quinta-feira. A diretoria santista negociava o retorno do volante há cerca de dois meses.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.