Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Entenda a confusão que levou o Brasileiro de 1987 a dois campeões

Enfraquecimento da CBF fez clubes criarem liga. Flamengo e Inter se recusaram a enfrentar Sport e Guarani em "decisão"

iG São Paulo |

A confusão sobre o título brasileiro de 1987 começou com o enfraquecimento da CBF (Confederação Brasileiro de Futebol), que em meados dos anos 80 estava sem dinheiro para organizar um campeonato com 40 clubes, a praxe na época já que as vagas eram obtidas por meio dos estaduais – não havia mais de uma divisão e, portanto, descenso.

A Copa União
Os clubes então tomaram a frente para organizar a competição, vender patrocínios e a transmissão e criaram o Clube dos 13 (os fundadores foram Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Grêmio, Internacional, Atlético Mineiro, Cruzeiro e Bahia). Com o aval da CBF, realizaram a Copa União, convidando Coritiba, Santa Cruz e Goiás, a pedido da entidade, para contemplar outras regiões do país.

Equipes que se destacaram no torneio de 1986, como o Guarani (vice-campeão) e América-RJ (semifinalista), ficaram fora e a CBF decidiu criar um torneio paralelo, também com 16 equipes, as melhores classificadas do Brasileiro 86 que ficaram fora da Copa União (a exceção foi o Sport, que entrou na vaga da Internacional de Limeira). A união dos grandes clubes foi chamada de módulo verde e o torneio organizado pela CBF de módulo amarelo.

Racha
Para valorizar o seu torneio (de olho em patrocínio), a CBF sugeriu ao Clube dos 13 que os dois melhores do módulo verde enfrentassem, em quadrangular, os dois melhores do amarelo, para assim definir o campeão brasileiro de 1987. Eurico Miranda, do Vasco, representou o C13 na reunião e aceitou. Mas a diretoria do grupo, presidido por Márcio Braga, do Flamengo, quando soube preferiu recusar. Os campeonatos começaram com o impasse, que não mudou ao final de ambos.

Flamengo (campeão) e Inter (vice) do módulo verde não toparam enfrentar Sport e Guarani, que dividiram o título do amarelo depois de uma decisão por pênaltis tumultuada (após empate em 11 cobranças, os presidentes decidiram dividir a taça).

Mesmo assim, em janeiro de 1988 Sport e Guarani entraram em campo para definir o título brasileiro de 87. Flamengo e Inter foram considerados desistentes e perderam por WO. Em Campinas, Guarani e Sport empataram por 1 a 1, mas Ilha do Retiro os pernambucanos venceram por 1 a 0 e a CBF os considerou campeão brasileiro de 1987. Sport e Guarani participaram da Libertadores em 88 e a CBF, até esta segunda-feira, não considerava o Flamengo campeão brasileiro de 87.
 

Leia tudo sobre: flamengosportsao paulointernacionalguarani

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG