Tamanho do texto

Suspeitos supostamente usaram materiais que podem até causar um desabamento na estrutura

Três engenheiros que trabalharam na construção do recém inaugurado estádio da Juventus serão investigados pela Promotoria de Turim pelo uso de materiais que supostamente não cumprem a norma, o que poderia chegar a causar um desabamento na estrutura.

De acordo com a imprensa italiana, a investigação está centrada se o aço utilizado na construção do estádio cumpre com a lei, pois em caso contrário poderia ter efeitos potencialmente negativos, segundo afirmam os fiscais. Após o anúncio da investigação, as dúvidas se centraram em onde será disputado o encontro do próximo sábado entre a Juventus e o Genoa.

No entanto, foi estabelecido um acordo para continuar com as atividades regulares do estádio durante uma reunião mantida nesta quinta-feira entre o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, o prefeito de Turim, Piero Fassino, e o governador regional Alberto Di Pace.

Dessa forma, a prefeitura anunciou em comunicado que fiscalizará as atividades que acontecerem no local e as condições do estádio até que a magistratura se pronuncie. A imprensa local informou que a entidade entregou à prefeitura provas suficientes que confirmam que o estádio pode abrigar a competição.

Nesta mesma linha, a Juventus divulgou nesta quinta-feira um comunicado no qual expressa sua "certeza sobre a absoluta segurança estrutural do estado" e sua confiança em que "tal circunstância emergirá também da investigação da magistratura".

O engenheiro Giambattista Quirico, diretor do departamento técnico da prefeitura de Turim, é um dos investigados pelos perigos de um possível desabamento da estrutura do estádio. Quirico solicitou nesta quinta, através de seus defensores, ser interrogado o mais rápido possível "para responder a todas as perguntas que a promotoria quiser fazer e esclarecer as dúvidas, além de demonstrar em modo irrefutável, com sólidos elementos, a legitimidade e a correta atuação nas provas do estádio".

O estádio do Juventus, que começou a ser construído em 2008, foi inaugurado no dia 8 de setembro, com capacidade para 41 mil torcedores.