Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Enderson entende bronca de Moura, mas não deve fazer mudanças

Entre os jogadores, o atacante tem o segundo melhor aproveitamento do grupo com sete gols em 14 jogos

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Durante a semana Rafael Moura manifestou publicamente sua insatisfação com o banco de reservas. Com sete gols em 14 jogos, o atacante tem uma média de 0,5 gols por partida, inferior apenas ao do titular Fred, que soma nove em 13 jogos e uma média de 0,6. No entanto, o camisa 9 do Fluminense não marca desde o dia de 19 de fevereiro, mais precisamente há cinco partidas. Sempre sereno e muito educado, o técnico Enderson Moreira achou absolutamente normal o desejo do jogador.

Photocamera
Técnico Enderson Moreira deixa Rafael Moura ainda entre os reservas
“O Rafael Moura é um atleta de caráter, que quer vencer e está preparado para entrar quando for preciso. O importante é que ele demonstrou sua vontade de jogar sem desrespeitar ninguém”, afirmou Enderson Moreira.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Para colocar ainda mais pressão na bronca de Rafael Moura, Emerson, companheiro de ataque de Fred, tem o pior aproveitamento entre os titulares. Em oito partidas, Sheik marcou apenas uma vez, tem 0,1 gols por jogo e não tem feito boas apresentações.

Apesar do jejum de Fred e dos números de Emerson e He-Man, o técnico Enderson Moreira disse neste sexta-feira que não é hora de fazer mudanças e deu o exemplo recente de Conca para justificar sua decisão.

“Se eu fosse ouvir o que as pessoas falam o Conca não teria jogado contra o Americano e quem sabe o Fluminense não tivesse vencido. O jogador precisa de confiança e eu como comandante tenho que ser o primeiro a acreditar na recuperação do atleta”, disse Enderson Moreira, que apesar do discurso deu pistas de que Emerson pode perder a vaga de titular para a Araújo, que marcou quatro vezes em 13 partidas.

“Eu ainda vou esperar até o treino de sábado para decidir, mas farei pouquíssimas mudanças no time que venceu o Americano”, concluiu o treinador.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG