Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Enderson afirma que não mandou o Flu apenas se defender

Treinador diz que pressão do Libertad empurrou o time carioca para seu próprio campo e anulou o ataque

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

O técnico interino Enderson Moreira até tentou explicar a derrota do Fluminense por 3 a 0 para o Libertad, mas não conseguiu ser convincente durante a entrevista coletiva após a partida. Ele sofreu críticas de torcedores e analistas por recuar demais o time no Defensores del Chaco.

“É complicado explicar uma derrota. Mas eles foram felizes aqui em Assunção como nós fomos naquele chute que o Marquinho acertou no Engenhão. Tenho que admitir que eles mereceram a vitória e a classificação”, disse Enderson, visivelmente constrangido.

Embora o atual campeão brasileiro tenha se defendido durante praticamente os 90 minutos, o treinador afirmou que a orientação antes do jogo jamais foi para o time tentar segurar a vantagem. “Nossa intenção não era de apenas se defender. Foi uma coisa natural que aconteceu dentro do jogo. Eles pressionaram o tempo todo e conseguiram nos empurrar para nosso campo defensivo”, disse Enderson.

Os três gols saíram no segundo tempo, dois deles no fim do jogo. Mas, curiosamente, o treinador do Fluminense criticou, principalmente, a atuação do time na etapa inicial. “Acho que no primeiro tempo erramos passes e pecamos em algumas jogadas. No segundo a gente vinha tendo o controle do jogo e fazendo uma boa partida até sofrermos o primeiro gol. Ainda assim assimilamos bem e tivemos algumas chances, mas após o segundo gol o time se perdeu...”

 

Leia tudo sobre: FluminenseCopa Libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG