Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Empresário de Renan dispara contra presidente do Avaí

Arqueiro ganhava R$ 3,6 mil na época de sua primeira convocação para a seleção brasileira. Empresário pediu aumento, mas mandatário não deu retorno

Gazeta Esportiva |

O empresário do goleiro Renan, Carlos Curcine, reclamou do presidente do Avaí, João Nilson Zunino, por não ter recebido resposta sobre um aumento de salário pedido pelo seu cliente. De acordo com o agente, o arqueiro ganhava R$ 3,6 mil na época de sua primeira convocação para a seleção brasileira pelo técnico Mano Menezes.

Curcine detém 30% dos direitos federativos do goleiro e avisou que não quer um aumento exorbitante para seu cliente. Segundo o empresário, os atletas do elenco ganham entre R$ 30 mil e R$ 40 mil.

Após a participação do goleiro no amistoso contra os Estados Unidos, o presidente propôs a extensão do contrato por um ano, de 2012 a 2013, além do reajuste salarial. O novo acordo foi aceito por Carlos Curcine, mas o mandatário catarinense ainda não respondeu.

Leia tudo sobre: avaí

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG