A 9ine fechou com dois parceiros em comum da CBF. Já "rivais" fazem uniforme ficar sem marcas na despedida do craque

Ronaldo dará uma pausa na vida de empresário do ramo de marketing esportivo nesta terça-feira, quando entrar em campo por 15 minutos para se despedir com a camisa do Brasil em amistoso contra a Romênia, no Pacaembu, em São Paulo (21h50). Mas a relação da seleção com sua empresa vai além da presença do ex-centroavante no confronto: a 9ine, criada em setembro de 2010, quando ele ainda jogava pelo Corinthians, fechou contrato com duas empresas que patrocinam a CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

O mais antigo, do começo do ano, é com a AmBev, que na seleção brasileira anuncia normalmente o Guaraná Antarctica, mas também a cerveja Brahma. O mais recente, em acordo assinado há 20 dias, foi com o supermercado Extra, do Grupo Pão de Açúcar. Esta marca está em placas de publicidade nos treinos da seleção e estará presente também na partida do Pacaembu.

Neymar com patrocinador no peito: empresa tem acordo com CBF e é cliente da 9ine
Mowa Press
Neymar com patrocinador no peito: empresa tem acordo com CBF e é cliente da 9ine
Os contratos tem termos de confidencialidade, portanto a 9ine ou as empresas não podem divulgar o serviço que será prestado. O iG apurou que os acordos são distintos: a empresa de Ronaldo assumiu a conta esportiva do Extra, que pretende investir bastante no ramo acreditando que a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, no Rio, impulsionarão o mercado no Brasil.

Qualquer projeto ou campanha do Extra será elaborada ou passará por análise dos profissionais da 9ine. O Grupo Pão de Açúcar fez uma concorrência e algumas das apresentações tiveram a presença do presidente Abílio Diniz. A empresa patrocina a seleção desde o segundo semestre de 2009, com valor anual de R$ 5,2 milhões. Se o Grupo quiser renovar com a CBF, a marca de Ronaldo conduzirá a negociação.

O acordo da 9ine com a AmBev é diferente e não prevê ações de marketing esportivo direto, função que já é realizada por outro parceiro. Nem mesmo dentro da seleção a empresa de R9 atuará, já que a AmBev tem um funcionário que acompanha o Brasil em todos os jogos mundo afora - o trabalho feito visa prospectar novos negócios. Oficialmente, a 9ine disse que não falaria de detalhes dos acordos com seus clientes.

Ronaldo fundou a 9ine em parceria com o empresário Marcus Buaiz, marido da cantora Wanessa. A sociedade foi firmada com a gigante do ramo de publicidade WPP, uma das maiores empresas do setor. Na carteira de atletas agenciados pela 9ine já estão os selecionáveis Neymar e Lucas, que participarão da partida contra a Romênia e podem até atuar ao lado do “empresário” Ronaldo – o Fenômeno participará dos 15 minutos finais do primeiro tempo.

Nem tudo é igual

Ronaldo acompanhou treino da seleção no CT corintiano. Negócios...
Mowa Press
Ronaldo acompanhou treino da seleção no CT corintiano. Negócios...
Ronaldo tem a conta da AmBev na 9ine, mas também é patrocinado pela empresa. Sempre faz comerciais para marcas, o último para o Guaraná Zero. Mas há parceiros entre ele e a CBF diferentes, o que fez com que um acordo fosse feito para os eventos da despedida: não haverá exposição de marcas.

Na entrevista que será realizada na tarde desta segunda-feira, em um hotel de Guarulhos, onde a seleção está hospedada , a roupa do jogador ou os painéis para as câmeras filmarem não terão patrocinadores. Um dos parceiros de Ronaldo, a Claro, é concorrente da Vivo. Até a jaqueta da seleção que Ronaldo usará não terá patrocínio. A Nike, que fornece o material esportivo para a seleção, também tem contrato com Ronaldo e uma chuteira estilizada, parecida com a primeira do ex-jogador, será preparada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.