Balançando no comando da equipe, técnico acredita que 1 a 1 ficou de bom tamanho para o Internacional

Analisar o todo e não o específico foi a estratégia utilizada por Paulo Roberto Falcão, técnico do Internacional , para avaliar o empate por 1 a 1 com o Coritiba . Vivendo um momento de pressão pelas últimas atuações de seu time, o treinador arriscou e modificou sua escalação. Em partes deu certo.

No caso do treinador colorado, o risco vinha de tirar um dos melhores jogadores da equipe, o meia Oscar, para promover a entrada do volante Glaydson. A alteração surtiu efeito, mas em partes. Seu escolhido marcou o gol da equipe de Porto Alegre, mas o Coritiba empatou minutos depois.

Treinador ainda não conseguiu emplacar sequência de vitórias no Brasileiro
Jefferson Bernardes/Vipcomm
Treinador ainda não conseguiu emplacar sequência de vitórias no Brasileiro
A intenção com a troca era aumentar a consistência defensiva. Entre prós e contras, o treinador deixou o Couto Pereira satisfeito. "É um jogo sempre muito complicado. Ganhar aqui não vai ser muito fácil. O time teve um enfrentamento bom. Não dá para lamentar o resultado, não", avaliou.

A preocupação de Falcão estava com a proteção dos laterais para que não ficassem expostos. "Quis encaixar com os três meias e ter uma maior marcação", explicou.

Diante de um adversário finalista da Copa do Brasil e que emplacou uma série história de vitórias nesta temporada, Falcão aprovou tudo que ocorreu na noite de domingo. "É um time que está muito certo. Não foi um resultado ruim. Não fizemos uma partida brilhante, mas é difícil fazer uma partida brilhante contra o Coritiba", explicou seu ponto de vista.

Outra escolha para o confronto foi o goleiro Muriel. Com o contrato de Renan próximo de seu término e a indefinição sobre o seu futuro, o técnico optou por fazer uma mudança na posição.

Funcionou. Muriel foi o melhor em campo. Preciso nas saídas do gol e seguro embaixo das traves, o arqueiro realizou defesas empolgantes. No gol do Coritiba, ele defendeu o pênalti de Davi, e por pouco não pegou o rebote. No primeiro tempo, o goleiro já havia feito duas defesas incríveis em sequência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.