Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Emerson comemora retorno após três meses longe dos gramados

Sheik substituiu Rafael Moura, jogou quarenta e nove minutos e disse que dor no tornozelo foi suportável

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Sem jogar uma partida oficial há exatos três meses, Emerson não brilhou, mas vibrou com seu retorno aos gramados. O atacante entrou aos cinco minutos do segundo tempo no lugar de Rafael Moura e ficou quarenta e nove minutos em campo. Mesmo fora de ritmo, o jogador sofreu a falta que originou o gol da vitória e de trabalho à zaga do Resende.

Último jogador a deixar o gramado de São Januário, já com os holofotes apagados, Emerson não escondeu a satisfação de poder voltar a fazer aquilo que mais gosta, mas admitiu que ainda sente um pouco de dor no tornozelo esquerdo.

“Foi uma lesão muito grave. A expectativa de jogar e são sentir nada era muito grande. Estou contente com a atuação. A dor foi suportável. Voltei a me movimentar e isso é muito importante”, explicou o atacante.

Animado com seu retorno, Emerson espera que a equipe volte a apresentar seu melhor futebol nas próximas rodadas e lembra que o Fluminense ainda é o atual campeão brasileiro.

“Por conta de alguns resultados que não foram favoráveis, o time perdeu um pouco da confiança. Mas temos que lembrar que o Fluminense é o atual campeão brasileiro. Os jogadores têm que ter isso na cabeça. Não há motivo para ficar sem confiança”, disse o atacante, que lembrou dos inúmeros dias que teve que ficar entregue a o departamento médico.

“É muito ruim para você não poder fazer aquilo que mais gosto e ter de ficar preso no departamento médico. Isso é a pior coisa na vida de um atleta”, afimou.
 

Leia tudo sobre: Campeonato Carioca 2011FluminenseEmerson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG