Atacante admite ter cantado funk do Fla, mas diz que um colega chegou a usar camisa rival na concentração

Duas semanas depois de ser afastado do elenco do Fluminense e um dia após o anúncio de sua rescisão amigável com o clube, Emerson quebrou o silêncio, soltou o freio de mão e resolver falar. Em entrevista à TV "Globo", o atacante confirmou que cantou o funk "Bonde do Mengão Sem Freio", revelou que havia jogador que usava a camisa do Flamengo na concentração tricolor e deu a entender que tinha problemas de relacionamento com o também atacante Fred .

Horas depois, a diretoria do Fluminense divulgou nota oficial rebatendo as acusações do jogador e o acusando de indisciplinado .

“Eu realmente cantei o hit do Flamengo , mas não cantei sozinho. Outros atletas também cantaram, mas, como diz o ditado, só eu paguei o pato. Estávamos cantando várias músicas e era aleatório. Caiu na música que fala do Flamengo e eu cantei, assim como outros atletas também. Eu perguntei: por que só eu? Se fosse fazer alguma coisa teria que ser com todos”, desafiou o jogador.

[]Apesar de achar que a situação não precisava ter chegado a tal extremo e que poderia ter sido resolvida de outra forma, Emerson reconhece que errou. No entanto, o atacante revela que atos de indisciplina muito mais graves ocorreram durante as concentrações, envolvendo um jogador que não faz mais parte do elenco.

“Reconheço que naquele momento não era legal (ter cantado a música), mas ser tratado da maneira que eu fui também não é legal. Poderiam sentar, conversar e colocar que não agradou. Foi divulgado publicamente que fui dispensado porque cantei trecho do "Bonde do Mengão Sem Freio". Mas, pergunto, o que diriam de um jogador que concentra com a camisa do Flamengo? Ou seja, dentro da concentração do Fluminense indo dormir com a camisa do Flamengo? Esse pode? Esse fica? Esse não está errado? O jogador não está mais no clube. Esse está certo e eu estou errado?”, indagou o Sheik.

Mas o que Emerson preferiu não esconder da torcida do Fluminense é que alguns jogadores ficaram ao seu lado, principalmente o argentino Conca . “Momentos antes da partida, quando saí do quarto do presidente, já havia dez, 12 jogadores no meu quarto. Surgiu a possibilidade de nem jogarem. Naturalmente fui contra porque era problema particular meu. O Conca é totalmente do bem. Ficou muito triste na minha saída. Emprestou o tênis para eu voltar da Argentina. Só elogios para o Conquinha”, disse Sheik, que não demonstra o mesmo carinho por Fred.

“O Fred é bom jogador. A gente não tem relacionamento de amigo fora de campo”, concluiu.
Emerson prefere não citar o nome, mas afirma que se decepcionou demais com um ex-companheiro.
“Jogador que gosta de conversar com diretor, ir para quarto de treinador, é mau caráter, sem vergonha. Não vou dizer o nome na câmera, mas os colegas de profissão vão saber. Ele é ídolo. Agiu errado, não é a primeira vez”, criticou Emerson, que foi ainda mais longe ao afirmar que o técnico Enderson Moreira não tem autoridade.

“Treinador que conversa muito e que dá trela a jogador eu acho que não tem autoridade. Diferentemente do Abel, que está chegando. Com ele não funciona. Aproveitem porque com o Abel não tem esse negócio de reunião. Com o Muricy nunca teve isso. É triste para o Fluminense que tem uma história bonita e está passando por isso”, completou.

Herói do tricampeonato brasileiro, Sheik disse ainda que abriu mão de cerca de R$ 5 milhões ao sair pela “porta dos fundos”, que esperava um tratamento mais carinhoso e afirmou que não sairia caso o treinador ainda fosse Muricy Ramalho. “Até porque a maneira de conduzir e levar um grupo é outra. O Muricy tem muita experiência, um cara muito vivido. Não caiu de paraquedas, como está acontecendo”, disse o jogador, que, apesar de revelar seu carinho pelo Flamengo, ainda não sabe seu destino.

“Sempre falei que gosto do Flamengo, nunca escondi isso de ninguém. Quero saber uma coisa: quem no Fluminense é tricolor? Eu conheço uns oito ou nove que torcem para o Flamengo, outro para o Cruzeiro. No mundo árabe tenho um mercado legal, mas para minha surpresa fui procurado por vários clubes brasileiros. Vou analisar, tomar a decisão certa para mais uma vez ter uma passagem vitoriosa”, explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.