Ingleses venceram Tottenham e Liverpool, mas depende de uma vitória por cinco gols de diferença para avançar

Após ser goleado por 4 a 0 pelo Milan na primeira partida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, o Arsenal retomou a confiança com vitórias consecutivas em dois clássicos pelo Campeonato Inglês, contra Tottenham (5 a 2) e Liverpool (2 a 1). Inspirado nesses resultados, o time do técnico Arséne Wenger confia em suas remotas chances de classificação e espera realizar uma virada histórica para passar de fase no duelo de volta contra os italianos, agendado para esta terça-feira, às 16h45 (de Brasília), em Londres.

Relembre: Robinho e Ibra brilham e Milan goleia o Arsenal na Liga

Robinho teve grande atuação diante do Arsenal na partida de ida
AP
Robinho teve grande atuação diante do Arsenal na partida de ida

Precisando de uma vitória por cinco gols de diferença (um triunfo por 4 a 0 leva a decisão para os pênaltis), os ingleses terão outra dificuldade para enfrentar: os desfalques. Os meio-campistas Benayoun, Diaby e Arteta foram vetados após sairem machucados do clássico contra o Liverpool. O lateral esquerdo Gibbs e o meia Rosicky serão reavaliados antes do jogo e também podem ficar fora do jogo contra o Milan. Já André Santos, Mertesacker, Squillaci, Djourou, Ramsey e Wilshere seguem fora com lesões graves.

Todos esses problemas não abalam o técnico Arséne Wenger, que tem a difícil missão de manter os jogadores confiantes na obtenção da vaga, mesmo com a grande desvantagem. Para o comandante francês, o Arsenal terá de fazer uma partida perfeita se quiser sair do Estádio Emirates classificado para as qurtas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Confira a tabela da Liga dos Campeões da Europa 2011/2012

Van Persie, que decidiu o clássico contra o Liverpool no final de semana, sorri em treino
Getty Images
Van Persie, que decidiu o clássico contra o Liverpool no final de semana, sorri em treino
"É importante acreditarmos fortemente e mostrar que podemos fazer o que parece impossível possível. Não temos que tentar achar as fraquezas do Milan, porque eles são um bom time, mas a nossa única chance será jogar uma partido em alto nível durante os 90 minutos. É isso que vamos tentar realizar", declarou Wenger.

Na história das competições europeias, apenas três equipes conseguiram superar uma diferença de quatro gols em fases eliminatórias. A última delas foi o Real Madrid, que perdeu por 5 a 1 para o Borussia Moenchengladbach no jogo de ida na Copa da Uefa da temporada 1985/1986 e reverteu a desvantagem com um triunfo por 4 a 0 no duelo seguinte.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para não ser vítima de uma destas viradas, o time do técnico Massimiliano Allegri também terá que lutar contra desfalques na partida desta terça-feira. Os meio-campistas Seedorf, Boateng, Merkel, Strasser e Gattuso e o atacante Alexandre Pato seguem machucados e sem condições de jogo, enquanto Aquilani e Emanuelson são dúvidas. Já Muntari, que não foi inscrito na competição, e Ambrosini, suspenso, estão fora.

"O Arsenal não vai se render facilmente. Precisamos estar concentrados e não menosprezar ninguém. Temos uma grande oportunidade de chegar às quartas de final e não podemos desperdiçá-la", declarou Allegri, que busca seu primeiro título continental com os rossoneri .

FICHA TÉCNICA
ARSENAL X MILAN

Local: Estádio Emirates, em Londres (Inglaterra)
Data: 6 de março de 2012, terça-feira
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia)
Assistentes: Primoz Arhar e Marko Stancin (ambos da Eslovênia)

ARSENAL: Szczesny; Sagna, Vermaelen, Koscielny e Gibbs; Song, Chamberlain e Rosicky; Walcott, Gervinho e Van Persie
Técnico: Arséne Wenger

MILAN: Abbiati; Abate, Mexés, Thiago Silva e Mesbah; Aquilani, Van Bommel, Nocerino e El Shaarawy (Emanuelson); Robinho e Ibrahimovic
Técnico: Massimiliano Allegri

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.