Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em volta ao Grêmio, Roth pede apoio da torcida e fala em título

Treinador e preparador físico Paulo Paixão assinaram contrato até o final do ano e já comandam treino

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Gazeta Press
Celso Roth (à direita) e o preparador Paulo Paixão já vestiram o uniforme gremista
O presidente Paulo Odone fez a apresentação de Celso Roth e Paulo Paixão, agradeceu o trabalho do demitido Julinho Camargo, admitiu a crise no Grêmio e fez um pedido aos jornalistas presentes na sala de conferências do Olímpico na tarde desta quinta-feira: “Por favor, não demorem com eles. Há muito trabalho a fazer.”

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

É assim que Celso Juarez Roth, 53 anos, começa a sua quarta passagem pelo clube gaúcho: correndo atrás do prejuízo. Com pouco tempo para trabalhar, o treinador treina na quinta e na sexta e comanda o time diante do Palmeiras, sábado, em São Paulo.

Será o primeiro desafio para afastar o perigo de rebaixamento – o time é o 15º colocado, com 14 pontos, um a mais do que a zona dos quatro últimos. A tarefa ficará menos difícil, disse o treinador, se a torcida apoiar. Ajudará até a brigar pelo título embora a diferença para o líder Corinthians seja de 17 pontos.

Siga o iG Grêmio no Twitter e receba notícias do time em tempo real

“Notei apoio em relação ao meu nome, então, quero que isso faça a diferença. Nós todos somos seres humanos. Os jogadores, que são os artistas, precisam sentir este apoio, principalmente nestes momentos ruins. Só juntos a gente consegue. Não vamos olhar menos do que o título. É isso o que vamos buscar”, analisou.

É a quarta passagem dele pelo Grêmio. Nas três anteriores, comandou 197 jogos e teve aproveitamento de 60,24% dos pontos disputados.

Leia tudo sobre: GrêmioCelso RothBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG