Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em uma década, Ronaldinho já ¿quase¿ defendeu mais de 10 clubes

De Leeds United, passando por Chelsea e Manchester City, o meia foi o sonho de pelo menos 12 equipes

Paulo Passos, iG São Paulo |

O dissabor que Grêmio, Flamengo ou Palmeiras sentirão ao não conseguir contratar Ronaldinho Gaúcho é um sentimento conhecido de alguns clubes europeus. Nos últimos dez anos, o agente e irmão do jogador, Roberto Assis, já “quase” acertou a ida do meia-atacante do Milan para mais de dez times, incluindo os três brasileiros.

Oficialmente, Ronaldinho Gaúcho ainda é jogador do clube italiano. O contrato do meia-atacante vai até junho. O que não impede Palmeiras, Grêmio e Flamengo de negociarem a contratação com Assis. Os três clubes brasileiros juram ter a oferta mais atraente e confiam na resposta positiva do agente.

Melhor jogador do mundo em 2004 e 2005, Ronaldinho, desde que surgiu no Grêmio nos anos 90, esteve em muitas listas de contratações de equipes de ponta. Além de PSG, Barcelona e Milan, que conseguiram levar o jogador, pelo menos outros 12 times negociaram a contratação com o empresário do meia-atacante (veja o quadro abaixo com os “quase” times de Ronaldinho). Nenhum conseguiu o que queria.

Arte iG
Desde 2000, Ronaldinho já negociou com pelo menos 12 clubes, que não defendeu


O primeiro time estrangeiro a tentar, sem sucesso, levar Ronaldinho foi o Leeds United, em 2000. Na época emergente, o time inglês que hoje disputa a segunda divisão chegou a fazer uma proposta de US$ 80 milhões (hoje, mais de R$ 132 milhões) pelo então jogador do Grêmio. O clube gaúcho não aceitou o negócio e um ano depois Ronaldinho acabou indo para o PSG, em litígio, sem o pagamento de uma multa, o que só foi feito em 2002.

Na França, o irmão de Assis se tornou ainda mais conhecido. Durante a passagem pelo clube de Paris, ele se firmou na seleção brasileira e conquistou a Copa do Mundo em 2002. Motivos suficientes para receber convites dos maiores clubes europeus. E foi justamente isso que aconteceu.
Getty Images
Aos 20 anos, já na seleção brasileira, Ronaldinho quase foi parar no Leeds United, da Inglaterra


O Manchester United esteve perto do acerto. O clube chegou a fechar a contratação com o agente de Ronaldinho e com o time francês, que já negociava com o Barcelona. Quando os ingleses souberam que a proposta dos espanhóis era mais baixa, tentaram reduzir o valor da sua, o que irritou o PSG e o staff do jogador. Por mais de 30 milhões de euros, Ronaldinho desembarcou na Catalunha.

Com a camisa do Barça, Ronaldinho viveu a sua melhor fase como jogador. Ele foi eleito melhor do mundo duas vezes e ganhou os títulos mais importantes da carreira. O que não impediu Assis de negociar a ida dele para outras equipes. Em 2006, o Chelsea de Mourinho chegou perto de contratar o brasileiro, o que não aconteceu após um reajuste no salário do jogador.

Na época, o Milan, atual clube de Ronaldinho, também fez uma proposta. Com a mudança do contrato e novo aumento, Assis acertou a permanência do irmão na Catalunha. Um ano depois, em 2007, foi a vez do novo-rico Manchester City tentar levar Ronaldinho para a Inglaterra. Novamente, o agente do meia ouviu a proposta, levou aos dirigentes do Barcelona e o então camisa 10 do clube ficou.

A saída do clube espanhol só aconteceu em 2008, quando o novo técnico Pep Guardiola afirmou que não contava mais com o brasileiro. A paixão antiga do Milan se fez valer e, por 25 milhões de euros, Ronaldinho assinou contrato de três anos.

O compromisso com os italianos vale até junho. Mesmo assim, Ronaldinho já deu sinais claros de que não seguirá no clube. Assis abriu a negociação com oito interessados. Além dos três brasileiros, Liverpool, Blackburn Rovers, Los Angeles Galaxy, Bologna e Fenerbaçe fizeram propostas ao agente. Apenas um deles contará com astro em 2011. Os outros entrarão na já extensa lista de camisas que o Gaúcho quase vestiu.

Leia tudo sobre: MilanRonaldinho GaúchoGrêmioPalmeirasFlamengo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG