Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em tom de despedida, Gilberto diz que não deve ficar no Cruzeiro

"Eu acho difícil, eu tenho 34 anos. Para um clube, chamar para renovar é complicado", revelou o atleta

Gazeta |

Ex-jogador da seleção brasileira, Gilberto, de 34 anos, revelou neste sábado que acha difícil continuar no Cruzeiro depois do término de seu contrato. O vínculo do atleta encerra-se no mês de julho e, juntamente com a idade, o alto salário do jogador seria empecilho para que ele permanecesse na Toca da Raposa.

Outro ponto negativo é que Gilberto frequentou durante boa parte da temporada passada o departamento médico. Em tom de despedida, o atleta relembrou bons momentos que viveu no clube.

"Eu acho difícil, eu tenho 34 anos. Para um clube, chamar para renovar é complicado, mas eu tenho consciência de que todo este tempo que eu vesti a camisa do Cruzeiro eu procurei fazer o melhor. Em 1999 eu cheguei aqui, o Cruzeiro estava em uma situação complicada, e terminou o campeonato em quarto. Eu acho que tive minha parcela de contribuição para o clube jogar a Libertadores. Mas dificilmente, quando terminar o meu contrato, eu continuo", afirmou.

Em 2010, o veterano sofreu uma ruptura parcial no tendão e atuou apenas em 31 das 69 partidas realizadas na temporada. Para este ano, o armador espera adquirir o condicionamento físico ideal e finalizar sua passagem pela Raposa atuando em alto nível e ajudando a equipe celeste a conquistar títulos.

"Eu tenho contrato até o meio do ano, vou tentar permanecer fazendo o melhor, vestindo a camisa, fazendo o possível para conquistar títulos como sempre fiz na minha carreira. No ano passado eu quase não joguei por contusão no Brasileiro. Este ano, vou tentar jogar mais vezes e tentar permanecer mais vezes na equipe", encerrou.

Leia tudo sobre: CruzeiroGilberto

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG