Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em seu retorno à Série A, Coritiba é derrotado pelo Atlético-GO

Equipe curitibana volta a campo no meio da semana, quando enfrenta o Ceará por uma vaga na final da Copa do Brasil

Gazeta |

Depois de atuar na Série B em 2010, o Coritiba voltou a jogar na primeira divisão neste domingo. Mas, no Couto Pereira, o Coritiba perdeu muitas chances e acabou derrotado pelo Atlético-GO, por 1 a 0, com gol do atacante Marcão.

Embora com maior volume no primeiro tempo, o Coritiba errou muitos passes e não conseguiu levar grande perigo ao gol do Atlético. Na segunda etapa, o Coritiba foi melhor, mas esbarrava em boas defesas do goleiro Roberto. Em um contra-ataque bem encaixado, o lateral Thiago Feltri fez a assistência para o atacante Marcão, que definiu a vitória do time visitante.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão

A vitória tem um sabor de "revanche" para o Atlético-GO, já que a equipe foi eliminada na Copa do Brasil pelo Coritiba, ainda na segunda fase do torneio. Agora, o Atlético-GO volta a jogar no próximo domingo, contra o Fluminense, no Serra Dourada. O Coritiba, por sua vez, atua contra o Corinthians, fora de casa, também no domingo, mas antes define uma vaga à final da Copa do Brasil, contra o Ceará, no Couto Pereira, nesta quarta-feira. Na primeira partida, em Fortaleza, as equipes ficaram no 0 a 0.

null

O Jogo

Empurrado por sua torcida, o Coritiba começou a partida melhor e levando perigo. Logo aos quatro minutos, Anderson Aquino tabelou com Davi pela esquerda e invadiu a área. Aquino bateu cruzado e a bola passou próxima a trave esquerda do goleiro Márcio.

O Coritiba seguia com mais posse de bola, mas o Atlético-GO, bem retraído, não dava novos espaços para o ataque alviverde. A primeira chegada do rubro-negro goiano aconteceu apenas aos dez. O atacante Felipe chutou de fora da área, e o goleiro Édson Bastos fez uma tranquila defesa.

Aos 17, Bill dividiu com o goleiro Márcio, que sentiu o ombro. Depois de tratamento médico, o goleiro e capitão do Atlético-GO seguiu na partida. Porém, três minutos depois, o arqueiro saiu do gol para evitar nova oportunidade para o Coxa e voltou a sentir o ombro. Assim, o camisa 1 pediu a substituição e Roberto assumiu a meta do time goiano aos 26 minutos e logo teve que trabalhar.

Rafinha cruzou da direita, Davi fez o domínio dentro da área e rolou para Anderson Aquino. O camisa 11 chutou firme de perna direita e Roberto apareceu bem, espalmando para o lado. O Coxa ainda tentou no rebote, mas a zaga do Atlético-GO afastou o perigo.

Depois disso, o Coritiba passou a errar mais passes no ataque e não conseguia assustar o Dragão, que ainda tentou no fim do primeiro com Felipe, mas o atacante chutou mal e a bola passou a direita do goleiro Édson Bastos.

Na saída para o intervalo, Rafinha e Édson Bastos consideraram que o Coritiba errava muitos passes, o que dificultava na criação de jogadas de perigo. Pelo lado do Atlético-GO, o volante Ramalho pediu que a equipe aproveitasse as oportunidades que tivesse, pois, por atuar fora de casa, não conseguiria muitas.

Na segunda etapa, o Coxa voltou pressionando e chegou a marcar com Bill, de cabeça, aos oito minutos, mas o atacante estava impedido. Vendo o ânimo da equipe mandante, o Atlético-GO se fechou e tentava sair em contra-ataques. Aos 22, o Coritiba teve a primeira de uma série chances que pararam no goleiro Roberto.

Futura
Marcão (esquerda) garantiu o triunfo do Atlético-GO fora de casa

Geraldo fez a jogada e, após desvio de Rafinha, Bill deu um leve toque na bola. O camisa 12 atleticano se esticou para evitar o primeiro gol do Coritiba. Na sequência, Rafinha fez fila na defesa do Atlético, invadiu a área na direita e bateu firme, para outra bela defesa de Roberto. Dois minutos depois, foi a vez de Bill tentar, mas novamente parar no goleiro do time goiano.

O gol do Coxa parecia questão de tempo, mas, em um contra-ataque, foi o Dragão quem abriu o placar. Após tiro de meta cobrado por Roberto, Thiago Feltri ficou com a bola na entrada a área do Coritiba. O jogador fez a tabela com Felipe, invadiu a área pela esquerda e rolou para a pequena área. O centro-avante Marcão, em sua primeira oportunidade no jogo, completou o cruzamento, para abrir o placar no Couto Pereira.

Com a desvantagem, o Coritiba pressionou de forma desorganizada e não voltou a levar perigo ao gol de Roberto. O Atlético-GO, por sua vez, esteve próximo de marcar o segundo, com Felipe. O atacante invadiu a área pela direita e bateu cruzado, mas bola bateu na trave e zaga do Coxa afastou.

Nos últimos minutos, a pressão era total do Coritiba, mas o Atlético-GO mantinha-se retrancado e gerava dificuldades para o time paranaense. Assim, o Dragão se segurou para assegurar o primeiro triunfo da equipe no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA 0 X 1 ATLETICO-GO

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 22 de maio de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Cleber Welington Abade
Assistentes: Carlos A. Nogueira Junior e Anderson J. Moraes Coelho
Cartões Amarelos: Ramalho e Felipe (Atlético-GO); Cleiton (Coritiba)

GOL: Marcão aos 28 minutos do segundo tempo (Atlético-GO)

CORITIBA: Édson Bastos; Jonas (Wiliam), Cleiton, Emerson e Lucas Mendes (Geraldo); Leandro Donizete, Léo Gago, Rafinha, Davi e Anderson Aquino (Everton Costa); Bill
Técnico: Marcelo Oliveira

ATLÉTICO-GO: Márcio (Roberto); Adriano, Gílson, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Ramalho (Preto) e Vitor Junior (Felipe Barboza); Marcão e Felipe
Técnico: PC Gusmão
 

Leia tudo sobre: coritibaatlético-gobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG