Tamanho do texto

Após sair perdendo o clássico, o time do Parque São Jorge virou no segundo tempo com gols de Paulinho e Márcio Araújo (contra)

Acabou a invencibilidade do Palmeiras na temporada. Com um começo de segundo tempo arrasador, o Corinthians derrotou o arquirrival por 2 a 1, neste domingo, no Estádio do Pacaembu. Após Marcos Assunção abrir o placar na etapa inicial, Paulinho e Márcio Araújo (contra) fizeram os gols da virada.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o resultado, além de superar o rival na tabela de classificação e ficar na vice-liderança do Paulistão, o Corinthians manteve uma velha escrita. A equipe do Parque São Jorge não perde um clássico para o Palmeiras no Pacaembu desde 1995.

Antes de a bola rolar, por volta das 10h, torcedores de Palmeiras e Corinthians se envolveram em uma briga generalizada na esquina da Avenida Inajar de Souza com a Avenida Nossa Senhora do Ó, a aproximadamente 10 km do Pacaembu.

Para completar, durante o clássico, torcedores de duas torcidas organizadas do Corinthians também brigaram nas arquibancadas do Pacaembu.


O clássico:

Com apenas 40 segundos de jogo, Marcos Assunção cobrou falta venenosa e Júlio César precisou espalmar para fora. Depois do susto, o Corinthians tomou a iniciativa e foi para o ataque.

No entanto, a segunda jogada de perigo do clássico foi do Palmeiras. Aos nove minutos, Barcos, completamente livre na área, recebeu cruzamento de João Vítor e testou para fora.

Aos 11, Marcos Assunção, mais uma vez, assustou em cobrança de falta. O volante tentou acertar o ângulo direito do goleiro e tirou tinta da trave.

Com Jorge Henrique aos 14 minutos, o time da casa respondeu. O atacante recebeu pela esquerda, cortou para o meio e soltou a bomba de perna direita para fora.

Leia mais: Com dores, Jorge Henrique evita polêmicas e ajuda a decidir o clássico

Melhor jogador em campo, Marcos Assunção abriu o placar aos 17 minutos. Mesmo de muito longe, ele chutou para o gol, a bola desviou em Leandro Castán, enganou o camisa 1 do Corinthians e ainda raspou no travessão antes de morrer no fundo do gol.

Na comemoração, o jogador, que usou a camisa com o nome do Professor Raimundo, para homenagear Chico Anysio, imitou o famoso personagem do humorista.

Aos 23 minutos, o clima esquentou no Pacaembu. Liedson, impedido, tentou chutar a bola e acertou o peito de Deola. Inconformados com a atitude do atacante, os jogadores do Palmeiras foram tirar satisfação. Apesar da troca de empurrões, o árbitro só mostrou o cartão amarelo para Liedson.

Depois da confusão, o time de Luiz Felipe Scolari seguiu mandando no jogo. Aos 32, Barcos fez boa jogada pela direita e deixou Valdivia na cara de Júlio César. O chileno driblou o goleiro e chutou para fora.

Veja também: Tite injeta ânimo no intervalo e ganha elogios do grupo

“Temos de ter um pouco mais de paciência para buscar o empate e tentar a virada. Vamos voltar melhor no segundo tempo”, disse o zagueiro Leandro Castán, na saída para o intervalo.

Na etapa final, o Corinthians foi com tudo para cima e não demorou para deixar tudo igual. Aos três minutos, Jorge Henrique cobrou falta pela esquerda, a bola bateu em Márcio Araújo e sobrou para Paulinho fuzilar: 1 a 1.

Leandro Castán comemora gol contra de Márcio Araújo
Futura Press
Leandro Castán comemora gol contra de Márcio Araújo
O gol incendiou a torcida do Corinthians no Pacaembu e apenas três minutos depois saiu o tento da virada. Jorge Henrique, mais uma vez, levantou na área a Márcio Araújo desviou contra o próprio gol: 2 a 1.

Animado pelo segundo gol, a equipe do técnico Tite quase ampliou aos 15 minutos. Emerson recebeu lançamento de Danilo, correu até a linha de fundo, driblou o zagueiro e rolou para Jorge Henrique. O atacante bateu e Juninho salvou quase em cima da linha.

E mais: Especialista em bola parada, Assunção se vê traído pela própria arma

Aos 19, em outro bom ataque do Corinthians, Edenílson bateu no canto e o goleiro Deola fez grande defesa.

Apenas aos 23 minutos, o Palmeiras conseguiu ameaçar a meta defendida por Júlio César. Valdivia invadiu a área e chutou por cima do gol.

No fim do jogo, aos 43 minutos, o time visitante ainda assustou a torcida do Corinthians que compareceu em bom número ao Pacaembu. Marcos Assunção cruzou na área e Henrique testou para fora.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 x 1 PALMEIRAS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de março de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Renda: R$ 902.189,00
Público: 29.284 pagantes/31.059 no total
Árbitro: Marcelo Rogério
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo
Assistentes adicionais: Vinicius Furlan e Raphael Claus
Cartões Amarelos: Liedson, Chicão, Gilsinho e Emerson (Corinthians); Márcio Araújo, Henrique, Marcos Assunção e Ricardo Bueno (Palmeiras)
Gols: Marcos Assunção aos 17 minutos do 1º tempo; Paulinho aos 3 e Márcio Araújo (contra) aos 6 do 2º tempo

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo (Douglas); Emerson, Jorge Henrique (Gilsinho) e Liedson (Elton)
Técnico: Tite

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (Pedro Carmona), Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor (Artur) e Valdivia; Maikon Leite (Ricardo Bueno) e Barcos
Técnico: Luiz Felipe Scolari