"Se funcionasse assim, os clubes trocariam de técnico a cada três jogos", disse o corintiano

Tite não demonstra muita preocupação com o reforço que o Fluminense ganhou para a partida contra o Corinthians, neste domingo, no Pacaembu: Abel Braga. Os dois técnicos foram adversários nos Emirados Árabes Unidos, no ano passado, e agora se reencontram no futebol brasileiro.

Tite não aposta em um Fluminense mais motivado
AE
Tite não aposta em um Fluminense mais motivado

Siga o Twitter do Corinthians no iG

Para Tite, seu colega de profissão não representará um incentivo extra para o Fluminense neste final de semana. "Acredito muito mais em trabalho do que em motivação. Se funcionasse assim, os clubes trocariam de técnico a cada três jogos", comentou, antes de elogiar Abel Braga. "Tenho um respeito muito grande por ele, como profissional e como pessoa."

Entre para a torcida virtual do Corinthians e convide seus amigos

Abel Braga estava no Al Jazira desde 2008 e chegou ao Fluminense depois de ser campeão nacional no Oriente Médio. Já Tite passou pelo Al Ain em 2007 e pelo Al Wahda em 2010, quando retornou para o Corinthians e alavancou a sua atual equipe no último Campeonato Brasileiro.

"Na minha vinda para o Corinthians, ganhamos cinco jogos de oito. É bom lembrar disso", sorriu Tite, ponderando que Abel Braga repetiu a sua estratégia de sucesso para voltar ao Brasil. "Cheguei já conhecendo a estrutura do clube e os atletas. O Abel também fez isso. Vi até uma observação dele sobre o Emerson, que acabou saindo do Fluminense e vindo para cá. Parece que o Abel só ficou lá mais um pouco para pegar a faixa de campeão, que o Al Jazira ainda não tinha", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.