Atacante finalizam menos do que volantes; Marcelo Moreno ainda é dúvida para quarta-feira

Kleber não conseguiu escapar da marcação do Lajeadense
Lucas Uebel/Site oficial do Grêmio
Kleber não conseguiu escapar da marcação do Lajeadense
O ataque foi o setor que mais recebeu investimentos no Grêmio . Por R$ 15,5 milhões, a direção contratou Kleber e Marcelo Moreno. O primeiro teste em 2012, porém, deixou a desejar. Um deles não esteve em campo, o outro não marcou gol e o número de finalizações foi inferior ao dos volantes. Os problemas ofensivos da temporada passada, então, voltaram à pauta.

Mercado da Bola: fique por dentro das últimas negociações do futebol brasileiro

Na derrota por 2 a 0 para o Lajeadense, na estreia no Gauchão , Kleber teve a parceria de Miralles – Moreno foi vetado com dores na panturrilha direita . Das sete conclusões da equipe, apenas duas foram de homens de frente.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

 Kleber e o reserva Yuri Mamute tentaram a meta rival uma vez – Miralles e Leandro, outro atacante que entrou no segundo tempo, passaram em branco. O lateral-direito Mário finalizou uma vez e os volantes Fernando e Léo Gago, duas cada um.

"Dentro do possível, o Kleber foi bem. É uma pena que não fez gol. O torcedor pode ficar tranquilo que ele fará uma grande temporada. O Leandro e o Mamute tem que ter paciência. Não adianta lançar jovens como eles em momentos de pressão", disse o técnico Caio Júnior.

Para quarta-feira, quando o rival é o Canoas, o treinador ainda não sabe se poderá contar com Marcelo Moreno. Com Kleber, o boliviano encheu a torcida de esperança nos amistosos em Bento Gonçalves.

“Era a única mostra que tínhamos, dos jogos que fizemos em Bento Gonçalves. Isso fez um pouco de falta. Já na estreia não pude repetir", lamentou Caio Júnior.

O Grêmio retoma os treino na tarde desta segunda-feira.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.