Igualdade foi a primeira do Fluminense neste Campeonato Brasileiro. Juninho Pernambucano e Rafael Moura marcaram os gols

Um jogo equilibrado em erros e acertos. Foi assim que Vasco e Fluminense empataram em 1 a 1 na noite deste domingo, no estádio Engenhão. Com um tempo melhor de cada time, o placar final acabou sendo justo para ambos. O empate também foi o primeiro do Fluminense neste Campeonato Brasileiro. Enquanto o Vasco foi superior na primeira etapa e marcou de pênalti, com Juninho Pernambucano, o Fluminense cresceu no segundo tempo e conseguiu igualar com Rafael Moura, de cabeça.

Com o empate, o Vasco chega aos 34 pontos e permanece na quarta colocação, com três pontos a menos que o líder Corinthians. A equipe perdeu a chance de ultrapassar Flamengo e São Paulo, que empataram nesta rodada. Já o Fluminense vai aos 25 pontos e perde uma posição, caindo para o nono lugar na tabela.

null

Na próxima rodada, o Vasco terá outro clássico carioca pela frente. A equipe enfrenta o Flamengo no Engenhão, no próximo domingo, às 16h, pela última rodada do primeiro turno. Antes, na quinta-feira, a equipe de São Januário encara o Palmeiras pela partida de volta da Copa Sul-Americana. Por ter vencido o primeiro jogo pro 2 a 0, o Vasco pode até perder por 1 a 0 que se classifica. O Fluminense também terá uma partida difícil, já que terá o Botafogo pela frente, também no Engenhão, mas no sábado, às 18h.

O Jogo
O Vasco sofreu dois desfalques em cima da hora. O meia Felipe, poupado durante a semana para o clássico, voltou a sentir dores no joelho e foi vetado pelo departamento médico, assim como o zagueiro Anderson Martins, que reclamou de dores na coxa. Renato Silva e Juninho Pernambucano foram os substitutos escolhidos pelo técnico Ricardo Gomes.

Fred tenta, sem sucesso, lance de efeito no clássico entre Fluminense e Vasco
AE
Fred tenta, sem sucesso, lance de efeito no clássico entre Fluminense e Vasco

No Fluminense , o mistério do técnico Abel Braga, que não revelou a equipe antes da partida, foi desfeito com a confirmação do atacante Rafael Moura ao lado de Fred no time titular. Mas não bastassem os dois desfalques antes do jogo, com apenas sete minutos o lateral-esquerdo Julinho, do Vasco , sentiu dores no pé e precisou ser substituído pelo volante Eduardo Costa, fazendo Jumar ser deslocado para o setor.

Enquanto o Fluminense explorava justamente o lado-direito, com Mariano e Lanzini jogando em cima do improvisado Jumar, o Vasco buscava o contra-ataque, sempre com o atacante Eder Luis e o lateral-direito Fagner. A primeira chance de perigo, porém, foi do Fluminense. Aos 10 minutos, Mariano foi até a linha de fundo e cruzou para Fred, que chutou de primeira para boa defesa de Fernando Prass.

O Vasco , apesar de sair com velocidade para o ataque, não conseguia criar situações para finalizar, enquanto o Fluminense forçava a jogada pelo lado direito, mas também não levava perigo. A partida ficou ‘morna’ até os 32 minutos, quando em uma jogada na área, o atacante Fred chutou em cima da zaga e o Fluminense pediu pênalti, não marcado pelo árbitro.

Fred tenta, sem sucesso, lance de efeito no clássico entre Fluminense e Vasco
AE
Fred tenta, sem sucesso, lance de efeito no clássico entre Fluminense e Vasco

Se para o Fluminense , o juiz achou que o lance foi normal, para o Vasco a penalidade foi marcada. Aos 35 minutos, Dedé carregou pela direita e lançou para a área. Diego Souza ajeitou na direção de Alecsandro, Gum tentou afastar, mas pegou mal na bola, que espirrou para trás. Para não deixar o atacante do Vasco finalizar, Márcio Rosário empurrou Alecsandro e Marcelo de Lima Henrique não teve dúvida em marcar pênalti. Na cobrança, Juninho bateu no canto esquerdo, sem chances para Diego Cavalieri, abrindo o placar no Engenhão.

Se o time das Laranjeiras já estava na ‘bronca’ com o árbitro, no último lance do primeiro tempo, após Fernando Prass fazer boa defesa em cobrança de falta de Lanzini, Marcelo de Lima Henrique apitou para o intervalo e revoltou os jogadores e torcedores do Fluminense .

MiGCompLinks_C:undefined As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo, mas o Vasco caiu de rendimento. Sem a posse de bola, pressionado pelo Fluminense , o time de Ricardo Gomes não tinha mais velocidade no contra-ataque e passou a ser dominado.

Superior, o Fluminense não demorou muito para igualar o placar. Aos 16 minutos, Carlinhos recebeu de Lazini na esquerda e cruzou com efeito para a área. Rafael Moura se antecipou e cabeceou sem chances para Fernando Prass. Tentando devolver a velocidade ao time, Ricardo Gomes fez duas mudanças de uma vez, tirando Juninho e Eder Luis para a entrada de Bernardo e Leandro, respectivamente.

Empolgado com o gol, o Fluminense continuou melhor na partida. O técnico Abel Braga ainda colocou Rafael Sóbis no lugar de Marquinho, mas a pressão não deu resultado e o Vasco conseguiu segurar o empate, que mantém a equipe na quarta colocação. O Fluminense empata sua primeira partida neste domingo e agora pensa no clássico contra o Botafogo.

FICHA TÉCNICA – VASCO 1 X 1 FLUMINENSE

Data : 21 de agosto de 2011 (domingo)
Horário : 18h (de Brasília)
Local : Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro : Marcelo de Lima Henrique/RJ (FIFA)
Assistentes : Dibert Pedrosa Moises/RJ (FIFA) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Público : 16 991 (presentes)
Renda : R$ 386.745,00
Cartões amarelos : Juninho Pernambucano, Rômulo, Dedê e Leandro (VAS); Márcio Rosário (FLU)

GOLS
Vasco – Juninho Pernambucano, aos 36 minutos do primeiro tempo
Fluminense - Rafael Moura, aos 16 minutos do segundo tempo

VASCO : Fernando Prass; Fagner, Dedé, Renato Silva e Julinho (Eduardo Costa); Rômulo, Jumar, Juninho Pernambucano (Bernardo) e Diego Souza; Alecsandro e Eder Luis (Leandro)
Técnico : Ricardo Gomes

FLUMINENSE : Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Márcio Rosário e Carlinhos; Edinho Valencia, Marquinho (Rafael Sóbis) e Lanzini; Fred e Rafael Moura
Técnico : Abel Braga 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.