Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em meio a racha, C13 calcula R$ 1 bi para exibição do Brasileiro

Entidade abrirá envelopes da concorrência para a TV aberta nesta sexta-feira

Marcel Rizzo e Paulo Passos, iG São Paulo |

O Clube dos 13 finalizou nesta semana a entrega das cartas-convites para as cinco mídias habilitadas a transmitir o Campeonato Brasileiro nas edições de 2012, 2013 e 2014. Empresas de TV aberta, TV fechada, pay-per-view, internet e celular receberam os convites da entidade, que acredita que o valor arrecadado por ano pode chegar a R$ 1 bilhão.

O processo acontece com os filiados vivendo um racha. Metade dos 20 associados do C13 pretende negociar sem a entidade. O Santos foi o último a abandonar o barco e se juntar aos dissidentes, grupo que é liderado pelo presidente do Corinthians, Andrés Sanchez.

AE
Koff viu metade dos filiados abandonarem o barco do C13
Mais da metade do valor que o Clube dos 13 pretende obter com a venda dos direitos de transmissão viria da TV aberta. O lance mínimo da concorrência é de R$ 500 milhões. A atual detentora dos direitos, a Rede Globo, anunciou que não irá fazer proposta e está negociando diretamente com os clubes. Record e Rede TV! são as outras emissoras interessadas. A abertura dos envelopes com as propostas das emissoras de TV aberta acontece nesta sexta-feira, na sede da entidade, em São Paulo.

A soma dos lances mínimos das cinco mídias (aberta, fechada, internet, telefone e PPV) daria R$ 912 milhões. Para chegar a R$ 1 bilhão com a venda dos direitos de transmissão, o C13 calcula ainda mais receitas com a venda para TVs do exterior e placas de publicidade.

"Estamos muito satisfeitos com o interesse das empresas no produto futebol e temos certeza de que os clubes e os torcedores serão os grandes vencedores deste processo de licitação", afirmou o presidente do C13, Fabio Koff, por meio de sua assessoria de imprensa.

O novo modelo de venda dos direitos foi motivado por acordo com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), firmado no ano passado. Segundo o Clube dos 13, mais de 20 empresas foram convidadas a participar do processo.

Veja os valores dos lances mínimos para cada mídia:

Mídia Lance mínimo
TV Aberta R$ 500 milhões
TV fechada (a cabo) R$ 100 milhões
Pay-per-view (PPV) R$ 250 milhões (em 2012)
Internet R$ 40 milhões, mais R$ 10 milhões de PPV
Telefonia Móvel R$ 12 milhões


O valor do PPV aumenta a cada ano. Em 2012 o lance mínimo é de R$ 250 milhões, em 2013 de R$ 275 milhões e em 2014 de R$ 300 milhões. Em internet, há um preço mínino para a veiculação de imagens das partidas de R$ 40 milhões, mas também R$ 10 milhões para a venda do pay-per-view (o preço é menor porque a transmissão só ocorreria 45 minutos depois de a partida ter começado, o que deve limitar os usuários interessados).

Nas cartas-convites o C13 também explica que as emissoras detentoras dos direitos para TV aberta, fechada e PPV terão que disponibilizar as imagens para a entidade, que repassará para as duas outras mídias, internet e celular, mediante pagamento de taxas com valores de mercado na época da venda.

 

Leia tudo sobre: GloboClube dos 13Campeonato Brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG