Treinador foi resolver problemas particulares em Portugal, e atacante teve problemas musculares na coxa

A preparação do Palmeiras para o duelo contra o Avaí, no próximo domingo, está sendo comandada por Flávio Murtosa, auxiliar de Luiz Felipe Scolari. Isto porque o treinador esteve em Portugal para resolver questões pessoais desde o início da semana. A volta ao Brasil estava prevista para esta quinta-feira, mas não houve tempo para que ele fosse à Academia, o que acontecerá nesta sexta.

Murtosa comandou um trabalho de movimentação e, na sequência, colocou os atletas para treinarem finalizações. A preocupação ficou por conta do atacante Kleber, que deixou o campo ainda no início da atividade sentido dores musculares na coxa. Ele tratou o local utilizando gelo e será avaliado pelo departamento médico, mas a princípio não preocupa para o jogo.

Além disso, três jogadores ficaram fora: o zagueiro Thiago Heleno e o atacante Patrik fizeram reforço muscular, enquanto Danilo foi liberado para tratar de questões referentes à sua ida para a Udinese, da Itália, no segundo semestre. Ele não deve mais jogar pelo Verdão.

Mesmo tendo trabalhado desde terça-feira sem as orientações do chefe, o elenco do Palmeiras não demonstra preocupação. O volante Marcos Assunção, um dos líderes do time, exaltou a parceria de longa data entre o Felipão e Murtosa.

"O trabalho é o mesmo. O Murtosa está aí há não sei quantos anos trabalhando com o Felipão e sabe tudo. Treinamos da mesma forma, até porque o Murtosinha, apesar de baixinho, é bravo", brincou.

Em sua volta, Além de armar o time para o confronto ante os catarinenses, Scolari deve participar de uma reunião que definirá o futuro do volante Tinga, afastado do elenco em função de divergências entre o técnico e o grupo DIS, que gere a carreira do jogador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.