Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em jogo polêmico, Corinthians elimina Palmeiras nos pênaltis

Após eliminar o rival, Corinthians jogará a final do Campeonato diante do Santos, que eliminou o São Paulo no Morumbi

Samir Carvalho e Bruno Winckler, iG São Paulo |

O Corinthians eliminou o Palmeiras na cobrança de pênaltis por 6 a 5 neste domingo, no estádio do Pacaembu, e enfrentará o Santos na final do Campeonato Paulista. João Victor desperdiçou a cobrança que classificou o rival e Ramirez bateu a última penalidade para o Corinthians. No tempo normal, o jogo terminou empatado por 1 a 1. Os gols foram marcados por Leandro Amaro e Willian, que iniciaram o clássico no banco de reservas e entraram nas vagas de Valdivia e Dentinho, respectivamente.

null

O clima foi quente entre os jogadores de Palmeiras e Corinthians durante o jogo. A partida iniciou com muitas faltas e discussões de ambos os lados. No entanto, a situação piorou após uma falta de Danilo em Liedson aos 21 minutos do primeiro tempo, que ocasionou na expulsão do zagueiro do Palmeiras.

Além das faltas e discussões dos jogadores dentro de campo, o clima também não foi amigável entre os técnicos Luiz Felipe Scolari e Tite. Os treinadores não se cumprimentaram antes do início da partida. O técnico do Corinthians já estava magoado com Felipão pela declaração de ‘piedade’ do treinador palmeirense, que declarou que deixaria o rival vencer o primeiro clássico entre as duas equipes neste ano – no dia 6 de fevereiro – para evitar a demissão de Tite, pressionado pela diretoria do Corinthians após a derrota para o Tolima e a eliminação na Libertadores.

Se não bastasse, os treinadores discutiram dentro de campo. Após a expulsão de Danilo, Luiz Felipe Scolari reclamou com a arbitragem e foi expulso. Tite provocou Felipão e disse que o treinador do Palmeiras estava falando demais. “Você está falando muito”, disse Tite. Já Felipão respondeu com gestos que o Palmeiras estava sendo roubado pelo árbitro.

Após o clássico contra o Corinthians, o Palmeiras entra em campo na próxima quarta-feira, quando jogará contra o Coritiba a partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Já o Corinthians pega o Santos no próximo final de semana, no primeiro duelo da final do Paulista.

O jogo

O jogo começou quente e com muitas reclamações contra o árbitro Paulo César de Oliveira. Valdivia e Chicão se desentenderam em uma cobrança de falta no meio-campo. Um minuto depois, Kleber recebeu o cartão amarelo por fazer uma falta no zagueiro Leandro Castan. Na sequência, a torcida do Palmeiras pediu um pênalti em cima de Kleber, que caiu dentro da área após uma dividida com o zagueiro Chicão.

Com o jogo bastante ‘truncando’ com faltas, o Palmeiras acertou o primeiro chute a gol. O volante Marcos Assunção cobrou falta da intermediária e a bola passou perto da trave direita do goleiro Júlio César. O Palmeiras estava melhor na partida no início do jogo e teve a primeira grande oportunidade de abrir o marcador. Valdivia arriscou um chute rasteiro de fora da área, Júlio César deu rebote e Luan, livre de marcação, chutou para fora.

O Palmeiras continuava pressionando. O lateral Fábio Santos perdeu a bola defesa, Valdivia tabelou com Cicinho e chutou forte de dentro da área para uma excelente defesa de Júlio César. Um minuto depois, Kleber driblou dois marcadores e tocou para Lun, que chutou para fora.

O Corinthians chegou pela primeira vez aos 18 minutos. Bruno César cobrou falta, Deola errou o ‘tempo de bola’ e quase sofreu o gol antes de se recuperar no lance. Aos 20 minutos, Valdivia aplicou o chute no vácuo pela primeira vez. No entanto, o atleta sofreu uma lesão na coxa e foi substituído por Leandro Amaro.

AE
Willian comemora após marcar o gol de empate do Corinthians
Um minuto depois, o Danilo fez uma falta dura em Liedson no meio-campo e foi expulso pelo árbitro. Para pior a situação do Palmeiras, além da saída de Valdivia, Cicinho sentiu lesão e foi substituído por João Victor.

Após a expulsão de Danilo, Felipão reclamou demais com a arbitragem e foi expulso. O treinador se recusou a deixar o banco de reservas e teve que ser retirado pelos policiais. Antes de ir para o vestiário, Felipão e Tite discutiram no gramado. Enquanto Tite fazia gestos e dizia que o treinador do Palmeiras estava falando demais, Luiz Felipe fez gestos que o Palmeiras estava sendo roubado pelo árbitro.

Com um jogador a mais em campo, o Corinthians melhora na partida. Aos 41 minutos, Jorge Henrique cruzou a bola na área e Liedson desviou de cabeça para boa defesa de Deola, que espalmou para escanteio.

Na segunda etapa, o Palmeiras chegou primeiro ao gol do adversário. Em duas cobranças de escanteios do volante Marcos Assunção, o goleiro do Corinthians teve que afastar o perigo. Como aconteceu no primeiro tempo, o Palmeiras teve também a melhor chance do jogo na etapa final. Marcos Assunção cobrou falta e Júlio César fez uma grande defesa, espalmando a bola para escanteio.

De tanto insistir, o Palmeiras abriu o marcador. Aos quatro minutos, Marcos Assunção cobrou escanteio e Leandro Amaro desviou de cabeça para abrir o marcador. Apesar de jogar com um atleta a mais em campo e estar perdendo por 1 a 0, o Corinthians não conseguia pressionar o Palmeiras. Porém, a equipe de Parque São Jorge empatou com um gol do ‘talismã’ Willian, que entrou no lugar de Dentinho na segunda etapa, marcou de cabeça após cobrança de escanteio aos 19 minutos.

Aos 25 minutos, o Palmeiras quase marcou o segundo gol. Luan aproveitou mais um cruzamento de Marcos Assunção e chutou de primeira para boa defesa de Júlio César. O Corinthians respondeu dez minutos depois. Paulinho tocou para Willian na entrada da área, o atacante driblou o zagueiro pela esquerda e chutou rasteiro para defesa tranquila de Deola.

Aos 38 minutos, Marcos Assunção, novamente em cobrança de falta, quase marcou o segundo gol do Palmeiras. O volante chutou forte e a bola tocou no travessão de Júlio César, que ficou só olhando. No final da partida, Kleber e Ramirez ainda iniciaram uma discussão após o atacante receber a falta, mas foram alcamados pelos companheiros, que já estavam satisfeitos com o empate. As equipes não conseguiram pressionar no final e o jogo foi para a decisão de pênaltis. Nas cobranças, o Corinthians venceu por 6 a 5 e eliminou o rival da competição.

Veja imagens dos jogos decisivos deste domingo pelos Estaduais:

FICHA TÉCNICA – PALMEIRAS 1 (5) x 1 (6) CORINTHIANS

Data: 1º de maio de 2011, domingo
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Assistentes: Vicente Romano Neto e Alex Alexandrino
Cartões amarelos: Kleber (PAL); Alessandro, Fábio Santos, Bruno César, Ralf, Leandro Castán (COR)
Cartão vermelho: Danilo (PAL)
Gols: Leandro Amaro, aos 5 e Willian, aos 17 minutos do
2º tempo
Pênaltis convertidos: Kléber, Marcos Assunção, Márcio Araújo, Luan, Thiago Heleno (PAL); Chicão, Willian, Fábio Santos, Leandro Castán, Morais, Ramírez (COR)
Pênalti perdido: João Vitor (PAL)
Renda: 33.861 pagantes
Público: R$ 949.238,00

PALMEIRAS: Deola, Cicinho (João Vitor), Thiago Heleno, Danilo e Rivaldo; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Valdivia (Leandro Amaro) e Tinga (Patrik); Kleber e Luan. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro (Ramírez), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Bruno César (Morais) e Jorge Henrique; Dentinho (Willian) e Liedson. Técnico: Tite

Milton Trajano
Corinthians está na decisão do Paulistão contra o Santos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG