Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em jogo morno, Ponte perde para Icasa em Campinas

Time mandante não segurou a equipe adversária, que, com o resultado, se livrou do rebaixamento

Gazeta Esportiva |

Em jogo morno na tarde deste sábado, a Ponte Preta enfrentou o Icasa no estádio Moisés Lucarelli, precisando apenas de uma simples vitória para garantir sua permanência na Série B do Campeonato Brasileiro. A vitória, no entanto, não ocorreu e o time cearense aprontou para cima da Ponte, vencendo por 1 a 0.

Apesar da derrota, o resultado fez com que o alvinegro campineiro ficasse com 47 pontos, mas se beneficiasse pela derrota do Brasiliense para o Náutico por 1 a 0, fazendo com que o time do Distrito Federal permanecesse com 40 pontos (mesmos do Ipatinga, que jogou e venceu nesta sexta-feira) e não tenha mais chances de alcançar os pontepretanos.

Já o Icasa, que iniciou a rodada com 44 pontos, alcançou os mesmos 47 pontos do rival paulista, e comemora a permanência na Série B depois do acesso obtido em 2009. Os jogadores do modesto time cearense comemoraram muito ainda em campo.

O jogo 
A Ponte Preta esboçou fazer valer o mando de jogo em Campinas, e partiu para o ataque logo no primeiro minuto de jogo. O lateral Eduardo avançou pela direita e cruzou na área. A zaga desviou e o goleiro Marcelo Pitol fez a defesa, ainda nos primeiros segundos de partida. No lance, um susto: Pitol se chocou com Thiago e precisou de atendimento médico, mas conseguiu seguir em campo.

Pelos lados do campo estavam as saídas da Macaca para o jogo, visto que no meio-campo o embate estava batsante truncado. Anderson avançou pela esquerda aos oito minutos e chutou sem marcação, mas a bola subiu demais e o goleiro do Icasa só observou. Aos 12, uma grande chance para a Ponte: em cobrança de falta de Souza, a bola desvia e sobra para William, que chuta forte. A bola explode na trave e sai, assustando Pitol.

A pressão dos campineiros se encerrou ali. O Icasa conseguiu segurar a ofensiva rival e se estreuturou em campo, passando a atacar pelos pés do meia Júnior Xuxa, que teve pelo menos duas ocasiões de passes para gol que pararam na defesa da Ponte.

O Verdão do Cariri inverteu a pressão e passou a dominar a Macaca, até que aos 44 minutos conseguiu o resultado esperado. Após cruzamento da esquerda, Luiz Gustavo completa livre de marcação e, praticamente à queima-roupa, o goleiro Gilson nada pode fazer para evitar o gol que abriu o placar no estádio Moisés Lucarelli.

No segundo tempo, a Ponte não conseguiu sair da marcação do time cearense. Nem mesmo as entradas de Daniel Lovinho e Pirão nos lugares de Jonata Escobar e Anderson ajudaram o time, que seguiu sendo dominado pelo armador do Icasa, Junior Xuxa.

A posse de bola dos campineiros foi ligeiramente maior em todo o período, mas pouco ou nada incomodou os cearenses - pelo menos até os 37 minutos, quando Eduardo cobrou falta na cabeça de Diego e Marcelo Pitol praticou grande defesa. Foi o último grande lance da Ponte no jogo, perdido por 1 a 0 frente à sua torcida - para festa solitária, mas animada dos jogadores do Icasa, que comemoram a permanência na Série B do Brasileirão.

Aos 37 minutos a Ponte quase conseguiu

Leia tudo sobre: icasaponte pretasérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG