Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em jogo eletrizante, Messi comanda vitória do Barça sobre o Milan

Argentino marca um gol e dá dois passes decisivos nos 3 a 2 da equipe catalã, líder do grupo H da Liga dos Campeões

iG São Paulo |

Milan e Barcelona voltaram a brindar o torcedor com um grande jogo, assim como no empate por 2 a 2 no duelo de ida, também pela fase de grupos da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, porém, o time espanhol venceu por 3 a 2 no estádio San Siro, em Milão. Com a vitória, o Barcelona assegurou com uma rodada de antecipação a liderança do grupo H. O Milan está garantido em segundo lugar.

Tempo real: Veja como foi o jogo Milan x Barcelona, lance a lance

Além de Messi, autor de um gol e de dois passes perfeitos nos outros gols, o Barcelona contou com boa atuação do brasileiro Thiago Alcântara, que ganhou vaga no meio-campo devido ao desfalque de Iniesta. Xavi também foi decisivo, enquanto Abbiati e Thiago Silva evitaram uma derrota ampla do Milan.

Reuters
O volante do Milan, Van Bommel, marcou contra e abriu o placar para o Barcelona
O jogo
Os primeiros minutos foram equilibrados, mas o Barcelona aproveitou seu ótimo toque de bola e saiu na frente aos 14 minutos. Thiago Alcântara foi esperto e ganhou uma bola quase perdida na direita. Fábregas recebeu e entregou a Messi, que fez passe perfeito para Abidal na esquerda. O cruzamento rasteiro passou por toda a área e Van Bommel fez gol contra antes de a bola chegar a Xavi, embaixo do gol no segundo pau.

Leia mais: Uefa veta homenagem do Barcelona ao assistente de Pep Guardiola

Inspirado, o brasileiro Thiago Alcântara fez ótima jogada que quase resultou no segundo gol do Barcelona aos 17 minutos. Ele gingou na frente de Zambrotta e deixou Fàbregas na cara do gol, mas Abbiati fez ótima defesa.

O Milan não se deixou intimidar e partiu para cima disposto a empatar o jogo. Teve oportunidade aos 19 minutos, mas Robinho desperdiçou de maneira incrível. Ibrahimovic fez a jogada pela esquerda e Boateng mandou para a área. O brasileiro, embaixo do gol, mandou por cima.

Veja também: Perto do Mundial, meio-campista Xavi elogia potencial de Neymar

Com o jogo equilibrado, o empate do Milan saiu no lance seguinte, aos 20 minutos, e foi merecido. Aquilani fez lançamento longo para Seedorf, que dominou com estilo e fez passe milimétrico. Ibrahimovic apareceu bem na área e desviou de Valdés.

Após levar o gol, o Barcelona começou a se soltar e aos poucos assumiu o controle do jogo. Sobretudo graças a Messi, que passou a desfilar seu talento no San Siro. Aos 23 minutos, Xavi serviu Fàbregas, que apareceu livre na área e cruzou rasteiro. Messi pegou de primeira e acertou o travessão.

O Barcelona já dominava completamente o jogo quando chegou ao segundo gol, aos 30 minutos. Mas teve uma ajudinha da arbitragem no pênalti duvidoso de Aquilani sobre Xavi. Messi cobrou com paradinha, fez o gol e o árbitro mandou voltar. O argentino levou cartão amarelo, mas não se abalou e acertou também a segunda cobrança: Barcelona 2 x 1 Milan.

E ainda: Jornal divulga valores de acerto entre Milan e volante Paulinho, do Corinthians

AP
Boateng dá belo drible em Abidal e chuta de direita para fazer o segundo gol do Milan
O ritmo do jogo não diminuiu, e cada equipe teve uma boa oportunidade antes do intervalo. O Barcelona chegou perto com Villa, que invadiu a área pela esquerda e bateu para ótima defesa de Abbiati. Já o Milan teve um lance confuso após falta de Seedorf erguida para a área. Keita aliviou, o Milan pediu pênalti e o árbitro mandou seguir.

Se o Barcelona começou o primeiro tempo com tudo, na segunda etapa quem entrou melhor foi o Milan. Aos 9 minutos, Boateng deu um drible de letra maravilhoso em Abidal e fuzilou Valdés para empatar o jogo.

Mas a alegria milanista durou pouco, e aos 18 minutos o Barcelona passou novamente à frente. Messi, brilhante como sempre, aproveitou o buraco na zaga do Milan e fez mais um passe milimétrico. Dessa vez, o argentino deixou Xavi na cara de Abbiati, e o espanhol não desperdiçou.

Após 65 minutos de um futebol alucinante, com lances de perigo em sequência dos dois lados, as equipes finalmente diminuíram o ritmo nos 25 minutos finais. O Barcelona manteve o domínio, mas sem o mesmo ímpeto do resto da partida. Melhor para a defesa milanista, que conseguiu se segurar e evitar um placar ainda pior.

FICHA TÉCNICA – MILAN 2 X 3 BARCELONA

Local: San Siro, em Milão (ITÁ)
Data: 23 de novembro de 2011 (quarta-feira)
Horário: 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Wolfgang Stark (ALE)
Assistentes: Jan-Hendrik Salver (ALE) e Mike Pickel (ALE)
Cartões amarelos: Nesta, Aquilani, Van Bommel, Zambrotta (Milan); Messi, Puyol, Abidal, Mascherano (Barcelona)
Gols: MILAN – Ibrahimovic, 20 min do primeiro tempo; Boateng, 9 minutos do segundo tempo
BARCELONA - Van Bommel (contra), 14 min, e Messi, 30 min do primeiro tempo; Xavi, 18 minutos do segundo tempo

MILAN: Abbiati, Abate, Nesta (Bonera), Thiago Silva e Zambrotta; Van Bommel (Nocerino), Aquilani, Seedorf e Boateng; Robinho (Pato) e Ibrahimovic.
Técnico: Maxilimiano Allegri

BARCELONA: Valdés, Puyol, Mascherano, Busquets e Abidal; Keita, Xavi, Fàbregas (Pedro) e Thiago Alcántara (Jonathan dos Santos); Messi e David Villa (Alexis Sánchez).
Técnico: Pep Guardiola

Leia tudo sobre: milanbarcelonaitáliaespanhafutebol mundialiga dos campeõesmessiibrahimovic

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG